Publicidade

Notícias de saúde

Estudo Mostra Opção Para Melhores Drogas Contra Ansiedade

Por Maggie Fox

WASHINGTON (Reuters) - Pesquisadores informaram ter encontrado uma alternativa para desenvolver drogas que funcionem tão bem quanto os populares medicamentos ansiolíticos sem os efeitos colaterais.

As drogas contra ansiedade como Valium funcionam bem, mas produzem efeitos colaterais como sonolência, esquecimento e, quando tomadas por muito tempo, podem causar dependência.

Testes com ratos mostraram que drogas como essa, chamadas benzodiazepínicos, têm amplos efeitos colaterais nas células do cérebro, efeitos que podem ser bastante limitados.

A equipe de Uwe Rudolph, da Universidade de Zurique, Suíça, verificou que o Valium, conhecido genericamente como diazepam, age em pelo menos quatro diferentes pequenas áreas das células do cérebro, conhecidas como subunidades de receptores.

Os pesquisadores criaram ratos insensíveis à ansiedade, facilitando o efeito do Valium e mostraram que apenas uma dessas subunidades de receptores é responsável pelos efeitos desejáveis da droga.

No trabalho publicado esta semana na revista Science, os pesquisadores disseram que os fabricantes de remédios deveriam procurar um composto que agisse sobre essa subunidade em particular, chamada de Gaba-alpha subtipo 2.

A droga poderia ser uma alternativa para reduzir a ansiedade sem efeitos colaterais, disseram os pesquisadores.

"Nosso resultado é um tipo de receptor e agora os colegas podem examinar centenas de milhares de compostos para identificar os que se ligam especificamente ao alpha-2", disse Rudolph em entrevista por telefone.

Os receptores celulares são pequenas passagens químicas que podem ser usadas pela droga, outra célula ou mesmo por um vírus para entrar na célula.

Exatamente como um buraco de fechadura, têm vários formatos e a "chave" correta deve ser usada para entrar.

O Valium, da F.Hoffmann-La Roche, uma unidade da gigante farmacêutica suíça Roche Holding Ltd, é conhecido há muito tempo por usar os receptores Gaba.

A equipe de pesquisadores verificou que um dos quatro subtipos dos receptores era responsável pelos efeitos de redução da ansiedade do Valium.

Os pesquisadores criaram ratos sem a subunidade alpha-2 que foram imunes aos efeitos da droga. Geralmente, quando os ratos ansiosos recebiam Valium iam abruptamente para dentro de uma sala iluminada, mas o rato mutante permanecia no escuro mesmo quando medicado com a droga.

Outra linhagem de ratos geneticamente modificados criada sem a subunidade alpha-3 não respondeu ao Valium conforme o esperado.

Testes anteriores mostraram que os receptores alpha-1 contribuíram para os efeitos sedativos e na memória do Valium.

"Isto mostra que é possível desenvolver uma droga que atue nos receptores alpha-2, mas não no alpha-1 e esta droga poderia ser um ansiolítico não sedativo", disse Rudolph.

O pesquisador informou que a equipe obteve alguma ajuda da Roche que está pesquisando para desenvolver uma nova droga contra ansiedade, mas a maior parte do trabalho teve financiamento público.

Outras companhias também estão trabalhando em uma droga melhor contra ansiedade. Em maio, pesquisadores junto com uma equipe da Merck and Co. Inc. anunciaram uma droga que não atua nas subunidades alpha-1 Gaba. Ratos medicados com a droga agiram menos ansiosamente, mas não ficaram sonolentos.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: