Publicidade

Notícias de saúde

Cesarianas apresentam mais complicações que partos normais

03 de julho de 2015 (Bibliomed). As mulheres que tem o seu primeiro filho através de uma cesariana são mais propensas a precisar de transfusões de sangue e serem internadas em unidades de terapia intensiva do que as mulheres que optam por parto vaginal, segundo autoridades de saúde dos Estados Unidos.

Além disso, depois de uma primeira cesariana, nove em cada 10 mulheres terão seu próximo bebê com um parto feito da mesma forma, de acordo com os  U.S. Centers for Disease Control and Prevention's National Center for Health Statistics.

Outras importantes conclusões do mesmo relatório mostraram que as taxas de complicações foram maiores para cesariana do que para os partos vaginais. Taxas de transfusão e internamentos em unidade de terapia intensiva foram maiores para os primeiros partos cesáreos (525 e 383 por 100.000 nascidos vivos), e as taxas de ruptura uterina e histerectomia não planejada foram maiores para partos cesáreos de repetição (89 e 143 por 100.000 nascidos vivos). As maiores taxas de complicações para cesariana em comparação com partos vaginais foram encontrados para quase todos os grupos etários e para as mulheres de todos os grupos raciais e étnicos. Além disso, as mulheres que tiveram partos vaginais apresentaram  taxas mais baixas para todas as complicações em comparação com aqueles que tiveram partos cesáreos.

As mulheres que tiveram uma cesariana como primeiro parto, mas que tiveram um parto vaginal para um segundo bebê apresentaram taxas mais baixas para a maioria das complicações.

Fonte: National Vital Statistics Reports Vol 64 number 4. May 20, 2015.

Copyright © 2015 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: