Publicidade

Artigos de saúde

O Uso Consciente da Água

© Equipe editorial Bibliomed

Neste Artigo:

- Introdução
- Passos Iniciais para a Conservação de Água
- Como Conservar Água no Dia-a-Dia?
- Economia de Água em Situações Especiais
- Referências Bibliográficas

Introdução

Como várias coisas ao nosso redor, nós raramente prestamos muita atenção àquilo que é farto e de fácil obtenção. E o que poderia ser mais farto do que a água? Para conseguir água, tudo que precisamos fazer é abrir a torneira, 24 horas por dia, e ela estará lá, pronta para uso. Mas, devemos parar e pensar: a água que usamos não aparece num passe de mágica.

A água tratada é um produto cuidadosamente produzido, que aparece nas casas apenas após ter atravessado diversos quilômetros de canos e um lento processo de tratamento. È um recurso extremamente valioso que não deve ser desperdiçado.

Apenas 1% de todas as reservas de água do mundo encontra-se disponível para uso humano; o restante é composto por água salgada ou congelada em icebergs. Essa pequena porcentagem é responsável pela manutenção da agricultura mundial, manufaturas, uso da comunidade e individual, além das atividades de sanitização. Na verdade, os seres humanos bebem apenas 1% de toda a água tratada. O restante é empregado em processos de limpeza, incluindo sanitários e chuveiros.

Como a preocupação com o meio-ambiente aumentou nos últimos anos, observamos um aumento na demanda de medidas que melhorem os processos de produção. Com isso, o valor da água cresce, e assim o uso consciente da água levaria a dois grandes benefícios: a economia pessoal em termos de gasto com água e a preservação do ambiente. Lembre-se que você paga por cada gota de água, independente se ela foi usada ou desperdiçada, de forma que a conservação da água é uma prática que todas as pessoas deviam seguir.

Quando você conserva água, você ganha em outros pontos também. Usando menor quantidade de água quente, você gasta menos energia, reduzindo o valor de sua conta de energia elétrica e gás. Quando você usa menor quantidade de água, o gasto com sanitização também é reduzido. Assim, pode-se ver que a implementação de um simples programa de conservação ajuda o ambiente, aliviando o impacto da estocagem, purificação, distribuição e tratamento da água.

Passos Iniciais para a Conservação de Água

1. Primeiro Passo: Economizar

Avalie seus hábitos de gasto de água ao longo de toda a vida. Grande parte da água escorre pelo ralo, porque sempre pensamos na água como um produto farto e barato. Tipicamente, em nossas casas, o banheiro consome cerca de 75% de toda a água que usamos. Tome consciência sobre a quantidade de água usada e busque maneiras de usar a menor quantidade possível. A coisa mais importante é PENSAR quando estiver usando a água.

2. Segundo Passo: Repare vazamentos

Um vazamento de apenas uma gota por segundo gasta cerca de 2.400 galões de água por ano. Os vazamentos representam um dos maiores inimigos do programa de conservação de água, devendo ser resolvidos vigorosamente.

3. Terceiro Passo: Instale Dispositivos que Economizam Água

Existem diversos dispositivos que podem ser comprados e instalados, que reduzem facilmente o consumo de água. Incluem: controladores de fluxo de água com aeradores nas torneiras e nos chuveiros, vasos sanitários com mecanismos econômicos de descarga. Investindo um pouco mais de dinheiro, tempo e trabalho pode garantir grandes avanços na conservação da água.

4. Quarto Passo: Reutilize a Água

A água não usada ou levemente usada pode ser facilmente empregada com outros propósitos, mesmo sem tratamento ou filtração. Durante períodos de seca, o reaproveitamento da água pode ser uma necessidade. Quando a conservação máxima for necessária, faça o máximo que puder com a água, antes de deixá-la escorrer pelo ralo.

Como Conservar Água no Dia-a-Dia?

Como grande porcentagem da água é utilizada no banheiro, esse é o local onde os esforços de conservação devem ser reforçados. Pode-se instalar dispositivos simples e baratos que ajudam a economizar grande quantidade de água, sem levar a mudanças do estilo de vida ou hábitos atuais.

  • Barreiras ou reservatórios contendo rochas: esses dispositivos reduzem a quantidade de água que flui pelo vaso sanitário em até 25%, sem afetar sua capacidade de limpeza.
  • Chuveiros de baixo fluxo: reduzem a quantidade de água que flui através do chuveiro em até 50%, mas aumenta sua velocidade de forma que a sensação do banho é a mesma. Esses dispositivos ajudam a economizar água quente também.
  • Controladores de fluxo com aerador: reduzem a quantidade de água nas torneiras em até 50%, mas adiciona bolhas de ar, de forma que o fluxo parece o mesmo.

O uso de água fora da casa é, freqüentemente, de grande volume. No entanto, existem medidas que ajudam a economizar água, nessa situação:

  • Instale um dispositivo de aspersão na extremidade da mangueira, que permite o ajuste do fluxo de água e impede a água de drenar continuamente nos curtos momentos em que a mangueira é deixada de lado, sem se desligar a torneira.
  • Lave o terreno apenas quando necessário. A quantidade de água necessária pode chegar àquela usada para abastecer a casa por uma semana inteira! Não se recomenda a lavagem em um esquema fixo de tantas vezes por semana ou mês.

Economia de Água em Situações Especiais

Às vezes é necessária a adoção de medidas extras para reduzir ainda mais o consumo doméstico de água. Embora seja bastante útil em qualquer situação, essas medidas podem ser especialmente úteis em momentos de escassez de água ou qualquer outro problema que comprometa o fornecimento desse produto.

No interior da casa, recomenda-se:

  • Toem banhos curtos ao invés de longos. Um banho de quatro minutos gasta cerca 8 galões de água, ao passo que banhos mais longos chegam a gastar de 50 a 60 galões.
  • Evite acionar desnecessariamente a descarga do vaso sanitário. Nunca jogue pontas de cigarro ou papel no vaso sanitário.
  • Feche a torneira enquanto estiver se barbeando, escovando os dentes ou ensaboando a louça.
  • Evite deixar o chuveiro aberto enquanto estiver se ensaboando ou seus cabelos. A maioria das pessoas sai do jato de água enquanto faz isso.

Fora da casa, tente isso:

  • Use adubo em árvores e outras plantas em seu jardim. Isso reduz de maneira importante a quantidade de água perdida por meio da evaporação e diminui a necessidade de se regar freqüentemente as plantas.
  • Considere a utilização de um sistema de irrigação para o jardim. Esse tipo de sistema fornece água apenas às raízes das plantas. Além de economizar água, reduz a quantidade de ervas daninhas.
  • Empregue apenas espécies de plantas bem adaptadas ao seu ambiente e condições do solo, reduzindo assim a necessidade de água.
  • Evite aguar demais o solo e a grama. Durante o verão, o solo e a grama podem tornar-se amarronzados, o que não significa que morreram. Estão apenas dormentes e renascerão quando as chuvas voltarem.
  • Utilize a água das calhas de chuva para aguar o jardim.

Referências Bibliográficas

1. Drop by Drop: Water Conservation in Iowa City.

2. How to Conserve Water in Your Home and Yard.

Copyright © 2013 Bibliomed, Inc.   Publicado em 22 de março de 2010  Revisado em 07 de janeiro de 2013



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: