Publicidade

Artigos de saúde

Gota

© Equipe Editorial Bibliomed

Neste Artigo:

- O que causa a Gota?
- Quais são os sintomas?
- O que pode causar as crises de Gota?
- Como é feito o diagnóstico?
-
O tratamento da Gota é feito em 3 níveis distintos:

A Gota é um distúrbio do metabolismo do Ácido Úrico e se caracteriza por crises intensas de inflamação articular. Em alguns casos, ataques de Gota podem ser confundidos com crises de Espondilite Anquilosante.

A Gota é conhecida muitos há séculos: existem evidências sugerindo que personalidades importantes foram acometidas por este mal, incluindo Henrique VIII, Carlos Magno, Voltaire, Leonardo da Vinci, Charles Darwin e Isaac Newton.

O que causa a Gota?

As causas de Gota podem ser divididas em Primárias e Secundárias.

  • Causas Primárias: problemas genéticos podem resultar em aumento da produção ou redução da eliminação de ácido úrico. Infelizmente, em 99% dos casos de Gota Primária, a causa exata permanece um mistério.
  • Causas Secundárias: o aumento dos níveis de ácido úrico decorre do uso de medicamentos (p.ex., hidroclorotiazida, pirazinamida, ciclosporina, etc) ou de doenças associadas (p.ex., insuficiência renal, leucemia, psoríase, alcoolismo, dietas ricas em carnes vermelhas, etc). Guarde na sua cabeça pelo menos isto: pesquisas recentes confirmaram que Café e Chá Mate não causam Gota.

Quais são os sintomas?

O principal e a dor em uma articulação. Cerca de 90% dos pacientes com Gota apresentam inflamação aguda em uma única articulação, em geral nos membros inferiores. O dedão é o local mais comum da primeira crise.

Os ataques de dor que se iniciam de modo súbito, piorando bastante nas primeiras 8-12 horas. A articulação afetada se mostra avermelhada, quente e muito dolorosa. Até mesmo um lençol fino sobre o local pode causar um desconforto tremendo. Se não forem tratados, estes ataques podem levar até 2 semanas para desaparecer. Sem tratamento adequado, os ataques começam a ocorrer em mais de uma articulação e demoram mais para regredir.

Além da inflamação nas articulações, as crises de gota também podem causar febre e inflamações em tendões e cartilagens. Algumas pessoas, após vários anos de evolução da doença, desenvolvem depósitos de ácido úrico sob a pele, chamados Tofos Gotosos.

O que pode causar as crises de Gota?

Abuso de bebidas alcoólicas, excessos alimentares, contusões, hemorragias ou uso de medicamentos que elevam o ácido úrico. As crises também podem ocorrer em situações que diminuem a capacidade dos rins em eliminar o ácido úrico – p.ex., realização de exames radiográficos utilizando contrastes.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico de gota é feito através do exame médico e da análise de exames de sangue e radiografias. Os especialistas defendem que o diagnóstico de Gota só pode ser realmente confirmado após uma análise do líquido aspirado de uma articulação afetada.

Como é feito o tratamento?

O tratamento da Gota é feito em 3 níveis distintos:

  • Tratamento dos Ataques: as opções incluem antiinflamatórios (são os mais utilizados; p.ex., indometacina, ibuprofeno, diclofenaco, etc), corticóides (p.ex., prednisona) ou Colchicina. Os corticóides são mais indicados para os pacientes que não podem usar antiinflamatórios, além de poderem ser aplicados diretamente na articulação afetada. Com o tratamento adequado, a dor pode ser completamente resolvida em 2-3 dias no máximo. Além dos remédios, é importante manter repouso, aplicar compressas geladas ou pomadas antiinflamatórias nas articulações afetadas e seguir uma dieta mais branda.
  • Evitar novas Crises: a Colchicina é o medicamento mais utilizado neste sentido, sendo capaz de reduzir a freqüência das crises em até 85%. Caso o paciente não possa tomar Colchicina, a Indometacina é a segunda escolha. A redução do excesso de peso, o controle do estresse, do diabetes e da hipertensão arterial e o uso correto de fitoterápicos também são medidas importantes para evitar novas crises de Gota.
  • Reduzir os Níveis Sangüíneos de Ácido Úrico: toda pessoa que já sofreu um ataque de Gota deve fazer um tratamento específico para reduzir os níveis de ácido úrico no sangue. Além de evitar novas crises, a diminuição do ácido úrico também reduz o risco de destruição das articulações relacionada à Gota. Os medicamentos mais utilizados para este fim são a Probenecida e o Alopurinol. A dieta raramente é capaz de reduzir os níveis de ácido úrico o suficiente para evitar novos ataques. Ainda assim, recomenda-se seguir uma dieta pobre em carnes vermelhas e rica em vegetais, evitando bebidas alcoólicas e alimentos gordurosos.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.                                        17 de março de 2008.



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: