Publicidade

Artigos de saúde

Rugas

© Equipe Editorial Bibliomed

Neste Artigo:

- Qual a causa das rugas?
- Existe tratamento para as rugas?

As rugas são uma parte natural do processo de envelhecimento. Com o passar do tempo, a pele se torna mais espessa e seca, e menos elástica e capaz de se proteger dos danos causados pelo meio-ambiente. Como resultado destas alterações, são formadas pregas, linhas e sulcos na pele.

Apesar da genética ser o principal fator determinante da textura da pele, o sol também possui um papel importante para o desenvolvimento de rugas. Fumar também afeta negativamente a saúde da pele.

Se as rugas estão lhe causando constrangimento, existem diversas opções capazes de eliminar ou pelo menos diminuir sua repercussão. Medicações, técnicas de rejuvenescimento cutâneo, injeções e cirurgias estão entre os recursos mais eficazes e utilizados para restaurar a aparência da pele.

Qual a causa das rugas?

As rugas são causadas por uma combinação de fatores (alguns controláveis, outros nem tanto):

  • Idade: à medida que envelhecemos, a pele se torna menos elástica e mais frágil. A diminuição na produção de óleos faz com que a pele fique mais ressecada e pregueada. A gordura presente nas camadas mais profundas, e que conferem à pele uma aparência mais macia, também diminui com o tempo, acentuando os sulcos da pele.
  • Exposição à radiação ultravioleta: a radiação ultravioleta danifica as fibras de colágeno e elastina, responsáveis pela força e flexibilidade da pele, acelerando o processo natural de envelhecimento.
  • Tabagismo: o cigarro também acelera o processo de envelhecimento, contribuindo para o desenvolvimento de rugas. As toxinas presentes no cigarro atuam comprometendo o fluxo sangüíneo nos pequenos vasos sangüíneos da pele, especialmente em torno dos lábios, favorecendo o surgimento de rugas. Além disso, a exposição continua ao calor do cigarro e as expressões faciais que você faz enquanto está fumando – p.ex., cerrando os lábios quando inala a fumaça ou os olhos, quando exala – pode contribuis para o enrugamento precoce da pele.
  • Expressões faciais repetidas: os movimentos faciais, tais como sorrir ou franzir a testa, levam à formação de pequenas linhas e pregas na pele. Cada vez que você utiliza um músculo facial, forma-se um sulco logo abaixo da superfície da pele. Com o envelhecimento e a redução na elasticidade da pele, estes sulcos terminam se transformando em rugas permanentes no seu rosto.

Existe tratamento para as rugas?

Se as rugas estão lhe incomodando, existem várias opções para eliminar ou pelo menos reduzir seus efeitos:

  • Retinóides tópicos: estas substâncias, derivadas da Vitamina A, são capazes de reduzir a aparência das rugas mais finas. Os retinóides devem ser empregados como parte de um programa de cuidados com a pele, que inclui ainda o uso de bloqueadores solares e roupas protetoras para evitar o risco de queimaduras solares. A tretinoína e o tazaroteno são dois exemplos de retinóides tópicos.
  • Cremes anti-rugas: a eficácia de um determinado creme anti-rugas dependerá dos compostos ativos presentes no creme. Retinol, Alfa-Hidróxi Ácidos, Kinetina, peptídeos de cobre, coenzima Q10 e substâncias antioxidantes podem resultar em alguma melhora. Contudo, muitos destes cremes possuem concentrações extremamente baixas das substâncias ativas, resultando em resultados mínimos e – freqüentemente – temporários.
  • Dermoabrasão: ou "lixamento cirúrgico da pele", é um procedimento cirúrgico onde o cirurgião dermatológico remove ou lixa a pele com um instrumento abrasivo rotatório ou lixas d’água, melhorando a superfície da pele e proporcionando uma aparência mais lisa. No princípio, a dermoabrasão era empregada para melhorar cicatrizes decorrentes de acne, catapora e acidentes. Hoje ela pode ser usada para tratar tatuagens, manchas da idade, rugas profundas e lesões pré-cancerosas.
  • Microdermoabrasão: esta técnica, similar a dermoabrasão, consiste no esfoliamento da pele através da pulverização microcristais de hidróxido de alumínio sob pressão. O Microdermoabrasão remove apenas uma fina camada de pele e, em muitos casos, são necessárias várias sessões até que o se obtenha o resultado desejado.
  • Laserterapia: consiste no emprego de sondas a Laser para destruir a camada mais superficial da pele (epiderme) e aquecer a camada logo abaixo (derme), estimulando o crescimento de novas fibras de colágeno. A nova pele que se forma é mais macia e firme que a antiga, mas podem ser necessários vários meses até que a cicatrização completa ocorra.
  • Peeling químico: é feito aplicando-se uma solução química pele, provocando a sua separação, descamação e o surgimento de uma nova pele mais lisa e menos enrugada que a pele antiga. A vermelhidão resultante do peeling químico pode durar vários meses.
  • Toxina Botulínica tipo A (Botox): quando injetado em pequenas doses e em músculos específicos, o Botox é capaz de eliminar a contratura muscular, reduzindo ou eliminando certas rugas. Os resultados costumam durar cerca de 3-4 meses.
  • Métodos de preenchimento: gordura, colágeno e/ou ácido hialurônico podem ser injetados com uma seringa nas áreas demarcadas, recompondo o volume da pele e diminuindo a intensidade das rugas. Assim como ocorre com o Botox, as injeções de preenchimento possuem um prazo de validade. Para que os efeitos sejam mantidos no longo prazo, serão necessárias novas sessões a cada 4-6 meses.
  • Lift facial: é um procedimento cirúrgico onde o excesso de pele no rosto e o excesso de gordura na região do pescoço são removidos, e a musculatura da região é reforçada, dando ao rosto uma aparência mais firme e jovem. Os resultados geralmente duram cerca de 10 anos.

É importante ter em mente que os resultados de cada um destes métodos variam de acordo com a localização das rugas, de sua profundidade e da resposta do organismo de cada pessoa. Além disso, nada é capaz de interromper o processo de envelhecimento e podem ser necessário repetir periodicamente o procedimento para que os resultados sejam mantidos.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc. 02 de outubro de 2008



Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: