Notícias de saúde

COVID-19 causa cancelamento de eventos esportivos

18 de março de 2020 (Bibliomed). A pandemia de coronavírus, que já infectou quase 180 mil pessoas no mundo e matou mais de sete mil, causou mudanças no calendário esportivo em todo o mundo. A Copa América, que ocorreria na Argentina e Colômbia, com início marcado para 12 de junho, foi adiada para 2021. O Conselho da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) optou por postergar o torneio por um ano para evitar a propagação da doença.

A UEFA (União das Federações Europeias de Futebol) anunciou, nesta terça-feira (17/03), que a Eurocopa deste ano foi adiada para 2021. O torneiro teria início em 12 de junho. A decisão foi tomada após uma reunião entre a UEFA, representantes da Associação Europeia de Clubes (ECA) e das 55 federações associadas. A Eurocopa 2020 teria um aspecto especial em virtude da comemoração de 60 anos da competição e ocorreria em 12 cidades de 12 países diferentes países, com as semifinais e final disputadas em Londres. A UEFA também mudou as datas das finais da Liga dos Campeões, de 30 de maio para 27 de junho, e da Liga Europeia, de 27 de maio para 24 de junho. Na Espanha, o treinador do time infantil do Atlético Portada Alta, Francisco García, de 21 anos, morreu em decorrência do COVID-19. García tinha leucemia, o que o coloca no grupo de risco para a doença.

No Brasil, após protestos de atletas, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) comunicou, no domingo (15/03), que as competições nacionais em andamento sob sua coordenação estão suspensas. Entre essas estão a Copa do Brasil, os Campeonatos Brasileiros Femininos A1 e A2, além do Campeonato Brasileiro Sub-17 e da Copa do Brasil Sub-20. Os campeonatos estaduais, que são de responsabilidade das Federações Estaduais de Futebol, poderão ou não ser cancelados, de acordo com a decisão de cada Federação. Alguns campeonatos já estão suspensos, como os de Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro, e em outros os jogos ocorrem de portões fechados.

Um dos maiores eventos esportivos do mundo, as Olimpíadas, está programada para julho de 2020 no Japão. Em entrevista coletiva realizada nesta terça-feira (17/03), o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, reafirmou que o país não tem a intenção de adiar o evento, independentemente da pandemia de COVID-19. Além disso, Abe ressaltou que o governo descarta a possibilidade de que os Jogos sejam realizados sem a presença do público. A posição do governo não tem apoio massivo da população japonesa. Um jornal do país publicou uma pesquisa que afirma que 63% das pessoas do país acreditam que os Jogos Olímpicos devem ser adiados. O mesmo se aplica aos Jogos Paralímpicos, que estão previstos para se iniciarem logo após o término das Olimpíadas.

Seguindo os passos dos campeonatos de futebol, outros esportes também estão com seus campeonatos suspensos. É o caso da NBA, o mais famoso campeonato de basquete do mundo, que está suspenso, e da Euroliga de basquete. Na Formúla 1, o Grande Prêmio (GP) da Austrália foi cancelado, e os do Bahrein, Vietnã e China estão adiados. No Tênis, as finais da Fed Cup estão adiadas e o Toor da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) está suspenso. O Mundial Indoor de Atletismo, agendado para este mês, foi adiado para 2021. O esporte amador também foi impactado pelo COVID-19. Diversas corridas de rua foram canceladas, bem como campeonatos amadores.

Fonte: Conmebol. UEFA. CBF. F1. NBA.

Pixabay

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários