Notícias de saúde

Infecções pelo novo coronavírus podem ocorrer nos hospitais

10 de fevereiro de 2020 (Bibliomed). Um estudo publicado na última sexta-feira (07 de fevereiro 2020) na revista médica JAMA descobriu que 41% dos primeiros 138 pacientes diagnosticados em um hospital em Wuhan, China, foram considerados infectados naquele mesmo hospital. 

De modo simplista, isso significa que quase metade das infecções iniciais neste hospital parece ter se espalhado dentro do próprio hospital, o que se chama de  "transmissão nosocomial". O uso do termo "nosocomial" significa que os indivíduos pegaram a infecção no próprio hospital. 

Aparentemente, muitos profissionais de saúde e muitos pacientes foram infectados em muitas partes do hospital. Além disso, como existe um amplo espectro de infecções e apenas pacientes doentes foram testados, é bem provável que a transmissão dentro do hospital tenha sido ainda maior. 

Isso significa que o vírus parece ser bastante infeccioso, e que os profissionais de saúde correm um risco especialmente alto. O vírus pode ser impossível de conter - assim como o resfriado comum e a gripe não podem ser interrompidos, mas os impactos na saúde e na sociedade podem ser atenuados. 

O estudo revela ainda que, dos pacientes, 26% necessitaram de internação na unidade de terapia intensiva e 4,3% faleceram. Para aqueles que receberam alta (n=47), a internação foi de dez dias. Sintomas comuns no início da doença foram febre, tosse seca, dor no corpo, fadiga, falta de ar e perda de apetite.  

Os imensos esforços da China para impedir a propagação do vírus, mesmo que não tenham êxito, podem retardar sua disseminação e melhorar a capacidade do mundo de limitar os danos que o vírus causa.

 Fonte: JAMA. Published online February 7, 2020. DOI: 10.1001/jama.2020.1585.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários