Notícias de saúde

Controle de infecção hospitalar pode ajudar a conter COVID-19

17 de março de 2020 (Bibliomed). Um novo estudo buscou descrever a preparação do controle de infecção para a doença de coronavírus (COVID-19) devido ao SARS-CoV-2 nos primeiros 42 dias após o anúncio de um cluster de pneumonia na China, em 31 de dezembro de 2019 em Hong Kong.

Os pesquisadores descobriram que 3,3% dos 1.275 pacientes que realizam estudo laboratorial ativo e aprimorado foram confirmados como portadores de infecção por SARS-CoV-2 do dia 1 ao 42. Houve um aumento significativo no número de casos adquiridos localmente de um dos 13 para 27 dos 29 casos confirmados (dias 33 a 42). A maioria dos pacientes (66%) era de oito grupos familiares. Dos 413 profissionais de saúde que cuidam desses casos confirmados, foi encontrado 2,7% de exposição não protegida, necessitando de quarentena de 14 dias. Nenhum foi infectado e não houve transmissão hospitalar de SARS-CoV-2. Através da vigilância ambiental realizada em um paciente infectado, o SARS-CoV-2 foi identificado em uma das 13 amostras ambientais, mas não em oito amostras de ar coletadas a 10cm do queixo do paciente com ou sem máscara cirúrgica.

Medidas de controle de infecção hospitalar apropriadas podem proteger os profissionais de saúde contra a nova doença de coronavírus 2019 (COVID-19) causada por síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2). O estudo foi publicado na revista Infection Control & Hospital Epidemiology.

Fonte: Infection Control & Hospital Epidemiology. March 2020, pp. 1-24.

Copyright © 2020 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários