Notícias de saúde

Associação Americana para Cirurgia de Trauma deseja regulamentação para venda de armas de fogo nos EUA

30 de agosto de 2018 (Bibliomed). Nos Estados Unidos, os tiroteios em escolas e locais públicos tem se repetido e aumentado nos últimos anos. A regulamentação rigorosa para a venda de armas semiautomáticas, acessórios e munições é necessária para impedir a violência armada "sem sentido" nos Estados Unidos, afirma uma associação de cirurgiões do trauma.

Armas estão envolvidas em mais de 38.000 mortes e pelo menos 85.000 ferimentos não fatais todos os anos nos Estados Unidos, segundo a Associação Americana para a Cirurgia do Trauma (AAST) em uma declaração publicada na revista Trauma Surgery & Acute Care Open.

Segundo a declaração, “como cirurgiões do trauma, vemos e detestamos essa dor e o sofrimento diário". A raiz do problema é uma complexa interação de acesso a armas de fogo, saúde comportamental e uma cultura tolerante à agressão, o que resulta em "um inaceitável problema de saúde pública".

Pesquisas, inovação, tecnologia e cooperação são necessárias para combater a violência armada da mesma maneira que foram usadas para reduzir as mortes em 27% nos últimos 20 anos, disse a AAST em um comunicado à imprensa.

O grupo oferece 14 recomendações. Eles incluem: fortalecer verificações de antecedentes criminais e aplicar verificação a todas as vendas de armas; um período de espera uniforme entre compra e entrega de armas; treinamento de segurança; regulamentação rigorosa da venda de semiautomáticas, acessórios de reforço, como ativadores de gatilho e munição em grande quantidade; reportar todas as vendas de armas; exigir que os proprietários denunciem armas perdidas ou roubadas à polícia; e remover armas de pessoas acusadas de violência doméstica ou ameaças de violência até que seus casos tenham sido resolvidos.

Essas ações, embora não sejam definitivas, são um passo inicial para pais mais seguro, mais forte e mais unido, disse o grupo.

Fonte: Trauma Surgery & Acute Care Open, news release.

Copyright © 2018 Bibliomed, Inc.

Veja também

Faça o seu comentário
Comentários