Folhetos de saúde

Doença de Crohn e gravidez

© Equipe Editorial Bibliomed

1) A doença de Crohn diminui a capacidade da mulher de engravidar?

Não.  A fertilidade da mulher que é portadora da doença de Crohn é normal ou um pouco menor que as demais mulheres em idade reprodutiva.

2) A mulher portadora da doença de Crohn tem um risco maior de ter um parto prematuro, um bebê com malformações ou que nasça morto?

Não. A incidência dessas complicações nas mulheres portadoras de doença de Crohn é a mesma para as que não têm essa enfermidade.

3) Durante a gravidez é possível ocorrer complicações para o feto devido à doença de Crohn?

Sim. Na mulher que seja portadora da doença de Crohn e que esteja grávida, o risco de complicações para o feto é maior, independentemente se ela esteja fazendo algum tratamento ou não.

4) Quais os efeitos de uma gestação sobre a doença de Crohn?

Os efeitos que a gravidez pode ter na doença de Crohn irão depender do estágio da doença. Se a doença estiver ativa no momento em que ocorrer a concepção, pode-se inferir que os sintomas aparecerão em toda a gravidez, podendo ser agravados em até dois terços dos casos. Mas o contrário, ou seja, se não estiverem acontecendo sintomas no momento em que ocorrer a concepção, isto é, se a doença estiver inativa, certamente eles não surgirão durante toda a gestação.

5) Existe algum problema a mulher portadora da doença de Crohn utilizar medicamentos para o tratamento dessa enfermidade durante a gravidez?

Não. Mas os medicamentos que ela estiver fazendo uso deverão ser reavaliados. Estudos demonstram que as complicações do tratamento que repercutiriam sobre a gravidez são bem menores quando comparadas a não realização do mesmo.

6) Quais medicamentos podem ser utilizados para o tratamento da doença de Crohn durante a gravidez?

Os medicamentos que podem continuar a serem utilizados durante a gravidez para o tratamento da doença de Crohn são a sulfasalazina e os corticosteróides.

7) A mulher portadora de doença de Crohn em tratamento com sulfasalazina deverá aumentar a quantidade de algum nutriente?

Sim. A sulfasalazina atrapalha a absorção do ácido fólico – importante nutriente para o desenvolvimento adequado do sistema nervoso central do feto. Portanto, a quantidade desse elemento deverá ser maior durante a gravidez de uma mulher com doença de Crohn e em tratamento com esse medicamento.

8) Quais medicamentos estão contra – indicados para o tratamento de uma mulher grávida e portadora da doença de Crohn?

Uma gestante portadora de doença de Crohn não deverá realizar o seu tratamento com medicamentos como a azatioprina e o 6 – mercaptopurina (6 – MP), bem como outros considerados imunomoduladores devido ao potencial risco de malformações fetais, prematuridade, retardo no crescimento, entre outras complicações, causadas por essas medicações durante a gravidez. Todo medicamento utilizado deverá ser avaliado pelo médico.

Lembre-se, somente seu médico poderá aconselhá-lo na abordagem desta condição. 

Fonte:

JÚNIOR, W.J.S. Doença intestinal inflamatória in: Goldman, L.; Bennett, J. C. Cecil – Tratado de Medicina Interna, 21°ed. Guanabara Koogan. RJ, 2001: 801 –809.

 

Veja também