Redes sociais aumentam o risco de depressão entre adultos jovens

Comment

Comportamento

Nos últimos anos, vários estudos relacionaram o uso intenso das mídias sociais a um risco aumentado de depressão, e agora um novo estudo da Universidade de Arkansas, nos Estados Unidos, sugere que adultos jovens que passam muitas horas por dia nas redes sociais têm um risco maior de desenvolver depressão em um futuro próximo.

O estudo incluiu quase 1.000 adultos com idades entre 18 e 30 anos que estavam sem depressão no início, com base em um questionário padrão. Todos relataram seu tempo habitual nas redes sociais e foram avaliados para depressão novamente seis meses depois. Naquela época, quase 10% se enquadravam nos critérios para depressão.

No geral, o risco de depressão aumentou com o tempo gasto nas redes sociais. Em comparação com os usuários mais leves (2 horas ou menos por dia), os usuários mais pesados (pelo menos 5 horas por dia) tiveram um risco de depressão três vezes maior. Enquanto isso, o risco era duas vezes maior entre os jovens adultos que eram ativos nas redes sociais em torno de 3,5 a 5 horas por dia.

Segundo os pesquisadores, se por um lado o tempo excessivo no Twitter ou Facebook pode alimentar sintomas de depressão, por outro, as pessoas com depressão podem se afastar das interações face a face e passar mais tempo online.

Fonte: American Journal of Preventive Medicine. DOI: 10.1016/j.amepre.2020.09.014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *