Nova esperança para o Mal de Alzheimer

1 Reply

Saúde da mulher Saúde do homem Tecnologia

Pesquisadores Universidade de Leicester, na Grã-Bretanha, descobriram uma substância química capaz de prevenir a morte do tecido cerebral, uma das causas do Mal de Alzheimer.

Recebida com entusiasmo pela classe científica, a substância pode parar as chamadas de “Partículas Proteicas Infecciosas”, ou Príon, que é um aglomerado de proteínas cujo processo de dobramento se desencaminha, gerando uma partícula infecciosa.

Em testes feitos com camundongos, a substância descoberta evitou a morte das células cerebrais em doenças priônicas, que podem atingir o sistema nervoso tanto de humanos como de animais.

Contudo, os pesquisadores ressaltam que serão necessários muitos estudos para desenvolvimento de medicamentos a partir da substância, já que essa substância é considerada tóxica.

 

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *