Publicidade

Notícias de saúde

Terapia de cafeína beneficia bebês prematuros

31 de outubro de 2012 (Bibliomed). A terapia de cafeína utilizada na a prevenção de apnéia da prematuridade logo após o nascimento também reduz danos causados à função motora e melhora resultados relacionados a hospitais em bebês pequenos para sua idade gestacional (PIG).

Em um estudo desenvolvido por Pradeep Alur, do WellSpan Health (EUA), a iniciação da terapia de cafeína iniciada dentro de três dias de vida de crianças prematuras PIG reduziu a duração da ventilação mecânica e o período de estadia no hospital.

31 de outubro de 2012 (Bibliomed). A terapia de cafeína utilizada na a prevenção de apnéia da prematuridade logo após o nascimento também reduz danos causados à função motora e melhora resultados relacionados a hospitais em bebês pequenos para sua idade gestacional (PIG).

Em um estudo desenvolvido por Pradeep Alur, do WellSpan Health (EUA), a iniciação da terapia de cafeína iniciada dentro de três dias de vida de crianças prematuras PIG reduziu a duração da ventilação mecânica e o período de estadia no hospital.

Crianças PIG têm níveis mais altos de mortalidade e de riscos de doença crônica de pulmão (DCP), além de também ficarem internadas mais tempo do que crianças prematuras que apresentam um tamanho apropriado para sua idade gestacional (TAIG).

Os pesquisadores fizeram uma revisão de casos entre os anos de 2007 e 2011 que incluíram dados de 198 crianças prematuras que sobreviveram às altas ou a 36 semanas de idade gestacional corrigida. A cafeína foi prescrita pelo neonatologista de plantão para profilaxia pós-extubação.

O estudo avaliou os benefícios do início da terapia antes dos três dias de vida (grupo precoce), comparado a crianças que poderiam ter recebido cafeína a partir do quarto dia (grupo controle). Os pesquisadores avaliaram também as diferenças entre os resultados das crianças PIG e TAIG.

O grupo de início precoce da terapia teve menor incidência de DCP, menor período de hospitalização e menor tempo de ventilação. A incidência de DCP entre crianças PIG foi de 52%, versus 19,7% para crianças AIG. 24% dos bebês PIG e 5,8% dos TAIG precisaram receber oxigênio ao receberem alta.

A duração média de estadia foi 110,3 dias para o grupo PIG versus 73,1 dias para as crianças de tamanho apropriado. A duração de ventilação mecânica foi de 42 versus 16 dias respectivamente.

A terapia de cafeína forneceu uma série de benefícios para essas crianças pequenas demais para o período de gestação, das quais 90% desenvolveram doença crônica de pulmão no grupo controle, comparado com 25,4% no grupo que recebeu tratamento precoce com cafeína.

Os resultados encontrados levaram os pesquisadores a concluírem que o início da terapia de cafeína nos primeiros três dias de vida pode ser muito beneficial para crianças prematuras de tamanho inadequado.

A pesquisa foi apresentada na 2012 American Academy of Pediatrics (AAP) National Conference and Exhibition, que aconteceu entre 19 e 23 de outubro em New Orleans, EUA.

Fonte: 2012 American Academy of Pediatrics (AAP) National Conference and Exhibition, 19 a 23 de outubro, New Orleans, EUA.

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: