Publicidade

Notícias de saúde

Laços próximos entre família e amigos melhoram níveis de saúde mental

27 de agosto de 2012 (Bibliomed).  De acordo com uma nova pesquisa, adultos na meia idade que mantêm contato regular com grupos de amigos são mais mentalmente saudáveis. Os cientistas afirmam também que laços familiares estreitos beneficiam mais os homens do que as mulheres.

Os dados recolhidos pelos pesquisadores através de testes psicológicos mostram que pessoas que tinham contato constante com dez ou mais amigos aos 45 anos chegavam aos 50 com níveis mais altos de bem estar do que pessoas que conviviam frequentemente com cinco amigos ou menos.

Os resultados foram mantidos mesmo quando nível educacional, status de emprego e histórico de problemas mentais foram levados em conta.

Em relação à família, a pesquisa mostra que homens que se relacionavam com menos de dez parentes (fora de suas próprias casas) tinham condições piores de saúde mental do que homens que tinham um círculo familiar mais amplo.

Porém, a mesma ligação parece não ocorrer entre mulheres. Os pesquisadores acreditam que isso pode acontecer devido ao impacto negativo que alguns relacionamentos familiares podem ter.

Dentre os participantes que disseram não ter amigos próximos, a saúde das mulheres foi mais afetada do que a dos homens. “É possível que trocas sociais negativas dentro dos laços sociais de mulheres possam ter reduzidos quaisquer efeitos positivos dos (relacionamentos familiares) construídos em suas parcerias, já que se descobriu que eles estão relacionados à depressão”, explicam os pesquisadores.

O estudo foi publicado no periódico Journal of Epidemiology and Community Health.

Fonte: Live Science, 23 de agosto de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: