Publicidade

Notícias de saúde

Abuso do Viagra traz riscos para a saúde

24 de julho de 2012 (Bibliomed). O Viagra é um remédio utilizado para tratar a dificuldade de ereção que pode surgir depois que um homem atinge uma certa idade. O medicamento facilita as dilatações dos vasos sanguíneos do pênis, mantendo mais sangue nos corpos cavernosos e causando a ereção.

Porém, desde o surgimento do Viagra, jovens saudáveis e que não precisam do tratamento começaram a fazer uso da droga, atraídos por rumores de ereções que duram horas e desempenho máximo durante o ato sexual. Há também quem procure o Viagra para vencer as inseguranças normais de quem está começando sua vida sexual.

O que esses homens não sabem, é que o remédio não terá nenhum efeito milagroso. A ereção obtida será parecida com a que o corpo teria produzido naturalmente. Além disso, o Viagra (assim como qualquer outro medicamento) oferece riscos, que são ainda mais elevados para que não precisa realmente do remédio. Podem acontecer dores de cabeça, enjôo e o priapismo prolongado – uma ereção dolorosa que pode durar horas ou dias. Caso o medicamento seja tomado com outras drogas, os riscos ficam ainda mais elevados. Já que substâncias como ecstasy sobrecarregam o coração, o homem estará se expondo a problemas cardíacos.

Existem ocasiões em que o tratamento com o Viagra é realmente necessário, podendo ser usado por jovens que enfrentem problemas em sua vida sexual. Mas o remédio deve ser receitado por um médico e, caso as complicações sejam de natureza emocional, também deve haver acompanhamento com um terapeuta. Mas em situações onde o órgão sexual do homem funciona normalmente, o abuso desse medicamento traz mais riscos do que benefícios.

Fonte: Boa Saúde

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: