Publicidade

Notícias de saúde

Quedas podem aumentar mortalidade entre idosos

22 de junho de 2012 (Bibliomed). Quedas em idosos é um problema que merece atenção especial. Isso porque, segundo estudo divulgado em maio na revista Cadernos de Saúde Pública, as fraturas decorrentes de dessas têm sido associadas a um maior risco de morte em pessoas mais velhas. De acordo com o trabalho, a mortalidade chega a ser 25% maior nesses casos.

As principais causas de quedas entre as pessoas mais velhas são distúrbios cognitivos, uma vez que esses modificam a interação com o ambiente, como a memória e o raciocínio lógico. Fatores ambientais, como obstáculos arquitetônicos, buracos, desníveis, degraus, tapetes e moveis, também influenciam, bem como medicamentos, doenças neurológicas, labirintite, sedentarismo e déficit visual.

Pesquisadores da Universidade Federal de Goiás realizaram uma pesquisa focando-se na relação entre quedas e as condições visuais em pacientes idosos. O estudo observou o comportamento de idosos em asilos, e contatou que aqueles que com complicações visuais apresentavam problemas de postura e pré-disponibilidade a quedas e fraturas.

De acordo com o estudo, a dificuldade visual, a sensibilidade de contraste reduzida e a diminuição do campo visual têm sido associadas à ocorrência de duas ou mais quedas em pessoas mais velhas.

O trabalho mostra, também, que existem evidencias de um esforço considerável de coordenação entre os movimentos dos olhos e dos membros inferiores durante a locomoção. De acordo com os pesquisadores, déficits visuais levam a menor comunicação visual, dependência e restrição de mobilidade, inclusive levando à maior probabilidade de traumas em geral.

Fonte: Tríplice Comunicação, 21 de junho de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: