Publicidade

Notícias de saúde

Dormir pouco engorda

14 de maio de 2012 (Bibliomed). O cotidiano apressado que vivemos hoje muitas vezes nos impede de dormir o necessário para que estejamos bem descansados no dia seguinte, e a falta de sono pode ser um dos fatores que favorece o ganho de peso.

O ciclo natural de sono do corpo entra em conflito com os nossos horários de trabalho ou estudo, causando a privação. De acordo com uma nova pesquisa desenvolvida na Alemanha, pessoas com maiores discrepâncias de sono têm mais riscos de estarem acima do peso.

“Nós somos seres biológicos e nós temos um relógio biológico, e o que a sociedade – e eu não falo dos vilões, falo de todos nós – está ignorando é esse relógio. Nós achamos que nós podemos fazer o que nós queremos com o relógio social”, explica Till Roenneberg, pesquisador da Universidade de Munique.

A literatura médica mostra que o sono está ligado ao metabolismo, o que explicaria a conexão entre a quantidade de sono e o ganho de peso. Ao perceber que a pessoa está acordada durante a noite, o corpo presume por questões evolutivas que isso está acontecendo por uma razão. Assim, o organismo passa a agir como se fosse precisar de mais energia, e por isso alguns indivíduos sentem vontade de comer alimentos calóricos durante a noite.

Outras pesquisas mostram que a falta de sono pode causar acidentes, maiores riscos de diabetes e obesidade. Por isso, as pessoas devem estar atentas aos sinais que o corpo mostra de estar precisando de mais descanso. A quantidade de horas de sono que cada indivíduo precisa ter varia, mas o organismo indica quando está bem ou mal.

O estudo foi publicado no periódico Current Biology.

Fonte: Live Science, 10 de maio de 2012.

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: