Publicidade

Notícias de saúde

Braquiterapia reduz taxa de recorrências de câncer de mama no leito tumoral

08 de maio de 2012 (Bibliomed). De acordo com uma pesquisa apresentada na reunião deste ano da American Society of Breast Surgeons, a irradiação parcial acelerada da mama (IPAM), ou braquiterapia, é mais eficaz do que a irradiação total da mama (ITM) na prevenção da recorrência de câncer após a lumpectomia.

A lumpectomia com ITM não está associada a taxas de sobrevivência piores do que as obtidas com a mastectomia. Porém, não existem provas de que essa terapia afete cânceres que estejam em outras localidades e fora do quadrante dos tumores primários.

A literatura médica mostra que as taxas de recorrência com a irradiação total da mama são mais altas no leito tumoral do que em outras áreas ipsilaterais. O novo estudo sugere que a tecnologia IPAM pode oferecer um melhor controle da recorrência de câncer de mama nesse local. É senso comum que a IPAM oferece melhores taxas de controle local do que a ITM, já que a radioterapia com a IPAM é aplicada diretamente no local do tumor. O estudo apresentado é o primeiro a provar essa hipótese.

O oncologista Peter Beitsch, do Dallas Surgical Group (EUA), e sua equipe avaliaram 1444 pacientes com câncer de mama em estágio inicial que foram tratados com IPAM após terem feito uma lumpectomia. Após um acompanhamento de 60 meses, ocorreram 50 casos (3,5%) de recorrência de câncer de mama ipsilateral entre pacientes tratados com IPAM.

O Dr. Beitsch afirma que os resultados podem provavelmente ser explicados pela precisão da IPAM em atingir o local do tumor original, que é o local com maiores riscos de recorrência de tumor. “A dose “bioequivalente” de terapia de radiação ao seio é semelhante entre a IPAM e a ITM, mas a terapia de radiação não é ‘diluída’ por ser aplicada em todo o seio”, explica. “A radiação direcionada é entregue dentro do leito da lumpectomia nas cavidades das paredes. A razão para a (aplicação da) radiação após a lumpectomia de estágio primário de câncer de mama é matar as células cancerígenas residuais”. Para o médico, em questão de precisão, a ITM pode ser comparada a um canhão, e a IPAM a um rifle de franco-atirador.

A pesquisa foi apresentada no 13º encontro anual da American Society of Breast Surgeons, que aconteceu entre os dias 2 e 6 de maio.

Fonte: American Society of Breast Surgeons (ASBS) 13th Annual Meeting: Abstract 0058.

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: