Publicidade

Notícias de saúde

Nem todos que sofrem com fibrilação atrial são tratados

02 de maio de 2012 (Bibliomed). Infelizmente, nem todas as pessoas que sofrem com fibrilaçao atrial recebem tratamento adequado. Segundo especialistas do Center for Heart Rhythm Disorders at Northwestern Memorial's Bluhm Cardiovascular Institute, Dr. Richard Lee, nem sempre os pacientes que são submetidos a cirurgias para correção de outras doenças cardíacas nem sempre têm a fibrilação corrigida.

“Este estudo mostra que a fibrilação atrial pode e deve ser tratada cirurgicamente quando um paciente estiver sendo operado para correção de outro problema cardíaco”, diz Dr. Lee. “Ao operarmos para tratar dois problemas de uma só vez, podemos melhorar a qualidade de vida dos pacientes”, completa.

De acordo com o pesquisador, apenas 38% dos pacientes com ritmo cardíaco anormal recebem o tratamento para fibrilação no momento da cirurgia cardíaca. No Center for Heart Rhythm Disorders at Northwestern Memorial's Bluhm Cardiovascular Institute, a prática é adotada em 90% dos pacientes e tem mostrado ótimos resultados.

Alguns pacientes com fibrilação atrial não têm sintomas e não sabem de sua condição até que seja descoberto durante um exame físico, mas aqueles com sintomas podem sentir palpitações ou sensações de uma corrida, batimentos cardíacos irregulares, falta de ar, dor no peito ou tontura.

Os pesquisadores esclarecem que nem todos os pacientes com fibrilação atrial precisam ser operados. Contudo, o estudo sugere que a cirurgia deve ser considerada quando o paciente já estiver encaminhado para outro procedimento cirúrgico no coração. As descobertas foram publicadas no Jornal de Cirurgia Torácica e Cardiovascular.

Fonte: UPI, 30 de abril de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: