Publicidade

Notícias de saúde

Crianças brincam pouco ao ar livre

04 de abril de 2012 (Bibliomed). De acordo com um novo estudo desenvolvido nos Estados Unidos, muitas crianças em idade pré-escolar não brincam ao ar livre diariamente.

Uma pesquisa feita com 8.950 crianças nessa idade mostrou que 49% dos participantes não passavam tempo brincando ou caminhando ao ar livre com seus pais todos os dias.

Essa falta de atividades fora de casa não foi associada a questões como o tempo passado assistindo televisão, a situação financeira da família ou percepção dos pais quanto à segurança da vizinhança. Fatores como esses geralmente são ligados às atividades de crianças em ambientes abertos.

Porém, coisas como o nível de prática de atividades dos pais, gênero e quantidade de amigos da criança pareceram exercer influência. De acordo com os resultados obtidos pelos pesquisadores, crianças do sexo masculino, com muitos amigos e pais ativos passavam mais tempo brincando dessa forma.

"Para crianças que não têm um arranjo de cuidados diários além dos seus pais (e por isso provavelmente não têm locais estruturados ou cuidadores para levá-los para fora de casa regularmente), 42% não brincavam ao ar livre”, diz o estudo.

Esse fato preocupa os pesquisadores, já que atividades físicas realizadas em ambientes abertos promovem o desenvolvimento motor e boa saúde mental. Além disso, o sol estimula os níveis de vitamina D no corpo.

A Academia Americana de Pediatria recomenda que pais e médicos encorajem crianças a passarem mais tempo brincando ao ar livre, incentivando também que elas passem pouco tempo em frente à televisão.

O estudo foi publicado no periódico Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine.

Fonte: Live Science, 2 de abril de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: