Publicidade

Notícias de saúde

Crianças transgênero sofrem com problemas psicológicos

23 de fevereiro de 2012 (Bibliomed). Crianças transgênero (que sentem que o seu sexo biológico não é equivalente ao seu gênero verdadeiro) podem sofrer sintomas psiquiátricos fortes, enfrentando problemas como a depressão e tentativas de suicídio.

Pesquisas realizadas nos Estados Unidos mostram que essa parcela da população sofre com níveis assustadoramente altos de problemas mentais. Um estudo realizado em 2010 mostrou que 41% dos transgêneros americanos já haviam tentado o suicídio.

Coisas que podem provocar esses problemas são a estigmização social e a discriminação, que podem se originar tanto dentro quanto fora da família do indivíduo. Além dessas questões, o próprio estresse emocional da diferença sexual entre corpo e mente também pode ser um fator depressivo.

Existem tratamentos que podem ajudar essas crianças a passarem pelas dificuldades comuns a essa situação. Mas sem a ajuda dos pais e de profissionais, existem chances muito altas de que essas crianças demonstrem níveis altos de problemas psiquiátricos.

“Indivíduos que não são transgênero não dão valor a como a vida deve ser quando nossas mentes e corpos são incongruentes um com o outro”, explica o pesquisador Scott Leibowitz, que atende crianças transgênero no Children’s Hospital Boston (EUA). “Pessoalmente, eu já vi tantas crianças que vivenciaram níveis tão altos de angústia com as mudanças de seus corpos que isso prejudica seu funcionamento social e emocional. Sem tratamento, muitas dessas crianças estão propensas a distúrbios psiquiátricos, incluindo depressão, suicídio, automutilação, ansiedade”, completa.

A pesquisa foi publicada no periódico Pediatrics.

Fonte: Live Science 21 de fevereiro de 2012

Copyright © 2012 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: