Publicidade

Notícias de saúde

Dieta mediterrânea ajuda a viver mais

30 de dezembro de 2011 (Bibliomed). Pesquisadores da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, realizaram quatro estudos e concluíram que adotar a dieta Mediterrânea, não como as dietas convencionais de curta duração, mas como um “modo de comer”, é a maneira mais saudável de se alimentar para garantir uma vida mais longa e saudável.

As pessoas que moram ao redor do Mar Mediterrâneo apresentam melhor saúde do que a população em geral. Os resultados mostram que as pessoas que adotaram um estilo de alimentação mais próximo da dieta Mediterrânea têm até 20% mais chances de viverem mais.

Os quatro estudos envolveram pessoas de todas as idades. O primeiro, chamado "estudo H70", acompanhou pessoas por mais de 40 anos (agora elas estão na casa dos 70 anos de idade); o segundo fez o mesmo na Dinamarca; o terceiro acompanhou pessoas jovens; e o quarto analisou os efeitos da dieta mediterrânea sobre as crianças. Os resultados mostraram que todas as faixas etárias se beneficiaram da adoção da dieta.

"A conclusão que podemos tirar desses estudos é que não há dúvida de que a dieta Mediterrânea está associada a uma melhor saúde, não só para os idosos, mas também para os jovens", afirma Gianluca Tognon, coordenador dos estudos.

A dieta Mediterrânea é tão importante que foi reconhecida como patrimônio cultural intangível da humanidade pela UNESCO.

Fonte: Diário a Saúde, 24 de dezembro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: