Publicidade

Notícias de saúde

Idosos com HIV exigem cuidados especiais

11 de novembro de 2011 (Bibliomed).  A Aids está aumentando entre os idosos e aqueles que são HIV positivo têm maior risco de contrair outras doenças não relacionadas ao HIV ou à Aids. Dados mostram que de 1990 a 2010, o número de pacientes soropositivos com idade entre 50 e 64 anos aumentou de 3% para 25%.

As chamadas "comorbidades", ou doenças secundárias, são um tópico de discussão crescente na medicina de HIV - particularmente as comorbidades não relacionadas à AIDS - e que elas ocorrem com a AIDS apesar do tratamento retroviral. É o caso de doenças cardiovasculares e pulmonares, além de hábitos como consumo de álcool e cigarro.

Segundo pesquisadores suíços, o tratamento e a prevenção de doenças não relacionadas do HIV são cada vez mais necessários para pessoas da terceira idade que sejam soropositivas. O trabalho, desenvolvido pelo grupo Swiss HIV, reuniu vários estudos realizados com um total de mais de 9.000 pacientes soropositivos de janeiro de 2008 a dezembro de 2010.

A coordenadora do Hospital de Epidemiologia, no Hospital Universitário de Zurique, Barbara Hasse, explica que pacientes soropositivos podem conviver com o HIV desde que se tratem, o que permite que levem uma vida normal. Segundo a pesquisadora, o tratamento com antirretrovirais podem prolongar a vida dessas pessoas.

Fonte: Diário da Saúde, 09 de novembro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: