Publicidade

Notícias de saúde

Bullying causa danos à vítima e ao agressor

19 de agosto de 2011 (Bibliomed).  O bullying é uma prática que se caracteriza pelo uso do poder do mais forte como uma forma de dominação do mais fraco, podendo ser feita de forma verbal ou física. O assunto não é novo, mas mais recentemente ele vem recebendo mais destaque na mídia.

Para o Dr. Wimer Bottura, presidente do Comitê Multidisciplinar de Adolescência, a globalização e a facilitação do acesso à informação favorecem o debate do tema, ajudando no esclarecimento da população. Ele acredita que com a identificação do problema, é possível que as pessoas se conscientizem e o superem.

O bullying, além de tornar a vida da pessoa mais difícil e triste, pode deixar sequelas duradouras e causar danos emocionais profundos. Até mesmo o indivíduo que pratica o abuso pode sofrer.

“Apesar de ambos apresentarem consequências, avaliamos que as vítimas mostraram melhor resultado de vida em relação àqueles que o aplicam. Enquanto as vítimas podem dar queixa e iniciar o tratamento, o agressor não aceita ajuda e permanece com uma defesa arrogante, carregando, em silêncio, culpa e vergonha”, explica o Dr. Bottura.

Alguns dos sintomas apresentados pela vítima do bullying são agitação, insônia, apresentação de desculpas para a criança faltar à aula e desconfiança. Se os pais perceberem que existe a possibilidade de o filho estar passando por uma situação incômoda na escola ou em outro ambiente, eles não devem aplicar punições, e sim procurarem um profissional que possa orientá-los.

Para o fim do bullying, pais e educadores devem se informar sobre o assunto e estarem atentos.

Fonte: Acontece Comunicação 18 de agosto de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: