Publicidade

Notícias de saúde

Mulheres maltratadas podem apresentar mais problemas mentais

08 de agosto de 2011 (Bibliomed). Aquelas mulheres que passaram por experiências traumáticas de violência, como estupro, agressão sexual, violência doméstica e perseguição, correm mais riscos de com transtornos mentais do que aquelas que não passaram por essas experiências. A conclusão é de pesquisadores australianos da University of New South Wales' School of Psychiatry.

A pesquisa envolveu dados de 4.451 mulheres com idade entre 16 e 85 anos. Os resultados mostraram que 15% dessas relataram ter sofrido agressão sexual, 9% disseram ter sido estuprada, 8% sofreram violência doméstica e 10% afirmaram ter sido perseguida pelo parceiro. 

O estudo concluiu que esses quatro tipos de violência são os mais comuns e estão relacionados com vários problemas que acometem as mulheres. Entre esses males estão depressão, estresse, deficiência física, deficiência mental e qualidade de vida comprometida.

“O que mais impressionou no resultado dessa pesquisa foi a força dessas relações. Existe uma ligação esmagadora entre violência de gênero e os principais indicadores de saúde mental da mulher, bem-estar e risco de tentativas de suicídio", diz Dra. Susan Rees, coordenadora da pesquisa.

"Em mulheres expostas a dois tipos de violência, a taxa vitalícia de transtorno mental foi de 69%, e aquelas expostas a três ou mais tipos de violência, a taxa foi de 89,4%. Isso se compara com uma taxa de 28% para as mulheres que não sofreram violência. A ligação com a violência contra mulher foi particularmente forte para o estresse pós-traumático", conclui.

Fonte: UPI, 05 de agosto de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: