Publicidade

Notícias de saúde

Gonorréia pode estar se tornando resistente a antibióticos

11 de julho de 2011 (Bibliomed). Atualmente existe apenas uma classe de antibióticos que é capaz de tratar a gonorréia, e a bactéria causadora da doença pode estar se tornando resistente ao medicamento.

A gonorréia é uma doença sexualmente transmissível (DST). Os sintomas geralmente se manifestam entre o segundo e décimo dia após a infecção, podendo causar sensação de dor ao urinar, corrimentos no órgão sexual, inflamação no local afetado e dores. O diagnóstico é feito através de testes de laboratório, já que muitas DST’s apresentam os mesmos sintomas que a gonorréia.

Uma pesquisa desenvolvida pelo centro americano de prevenção e controle de doenças (Centers for Disease Control and Prevention - CDC) reuniu dados de um período de 10 anos de amostras de gonorréia em homens de diversas cidades dos Estados Unidos.

O estudo mostra que houve um aumento na proporção de amostras que tinham concentrações inibitórias mínimas elevadas. Ou seja, uma elevação na concentração mais baixa necessária para que o crescimento da bactéria seja impedido.

O CDC recomenda o uso de dois medicamentos para o tratamento da gonorréia. A cefalosporina – frequentemente usada para o tratamento de DST’s – usada em combinação com a azitromicina ou a doxiciclina.

Os pesquisadores alertam que se a bactéria responsável pela gonorréia se tornar resistente à cefalosporina, as opções de tratamento ficariam substancialmente limitadas.

Fonte: UPI 8 de julho de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: