Publicidade

Notícias de saúde

Trabalhadores espanhóis têm alto risco cardiovascular

12 de maio de 2011 (Bibliomed). Pesquisa realizada pela Universidade de Málaga apresenta um dado preocupante para os espanhóis: 6% dos trabalhadores têm alto risco cardiovascular global. O risco é maior para homens do que para mulheres, e aumenta com a idade em ambos os sexos. Quanto ao tipo de trabalho, o risco é maior no setor agropecuário, seguido pela indústria, construção e serviços.

"Na Espanha, cerca de um milhão de trabalhadores têm um nível elevado de risco cardiovascular, mas apenas a minoria desses se classificam como de risco", diz Miguel Ángel Sánchez Chaparro, coordenador do estudo. Segundo o pesquisador, os números mostram que a grande maioria desconhece os riscos e não cuidam de si mesmas.

Batizado de ICARIA, o estudo é a primeira fase de uma pesquisa maior que será realizada para estabelecer esse risco em todas as regiões autônomas da Espanha, os setores industrial e do emprego.

Entre outras conclusões, o estudo mostra que operários, independente do sexo, tem risco cardiovascular mais elevado do que em pessoas que trabalham em áreas administrativas. "As diferenças encontradas estão relacionadas à maior prevalência de fatores de risco nesses setores de atividade, o que poderia ajudar a definir prioridades para a prevenção", diz Chaparro.

Para os cientistas, esses dados são importantes para elaboração de campanhas preventivas mais direcionadas a esses públicos, já que pessoas jovens e saudáveis não têm costume de procurar os médicos para fazer exames, a não ser que sintam alguma coisa. O estudo foi publicado na revista especializada Nutrition, Metabolism & Cardiovascular Diseases.

Fonte: EurekAlert, 10 de maio de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: