Publicidade

Notícias de saúde

Vasectomia Rápida e sem Corte Pode Estar Disponível em 3 Anos

SÃO PAULO (Reuters) - Dentro de dois a três anos, a vasectomia poderá ser realizada sem cortes e em cerca de dois minutos através de uma técnica de ultra-som de alta intensidade, afirmou o urologista William W. Roberts, do Hospital Johns Hopkins, em Baltimore, Estados Unidos.

"As vantagens são que o procedimento não requer cirurgia, é rápido e fácil, além de não ser caro", disse à Reuters Roberts, que apresentou resultados da nova técnica durante o 18o Congresso Mundial de Endourologia, que se encerra dia 17 de setembro em São Paulo.

Segundo Roberts, através da nova técnica, um aparelho de ultra-som de alta intensidade é colocado sob a pele, transmitindo energia de ultra-som e cortando um segmento do canal deferente -- canal secretor do testículo por onde passa o espermatozóide -- com precisão, sem atingir outros tecidos, como a pele.

Pesquisadores do Johns Hopkins, em conjunto com a empresa Transurgical -- que desenvolveu o aparelho de ultra-som de alta intensidade -, estão realizando testes de fase 1 em animais para avaliar a segurança do procedimento.

"Além disso, nesta fase, pretendemos melhorar a qualidade do aparelho, para que funcione melhor", acrescentou Roberts.

Ele acredita que, até agora, os resultados têm sido animadores. "Das 14 vezes que o procedimento foi realizado em cachorros, 12 delas foram bem-sucedidas, com o corte de parte do canal", disse Roberts.

O urologista afirmou, no entanto, que o procedimento ainda não é perfeito. "Em alguns casos, ele provocou queimaduras na pele, além de não ter sido 100 por cento eficaz", disse Roberts.

Ele destacou, ainda, a necessidade de mais estudos para avaliar os resultados a longo prazo. "Precisamos realizar mais estudos para verificar se existem espermatozóides no sêmen, ou seja, para verificar se realmente foi interceptada a passagem de espermatozóides", explicou Roberts.

O pesquisador espera que, dentro de um ano, o procedimento esteja sendo testado em seres humanos. "E acredito que em mais um ou dois anos de estudos, a vasectomia por ultra-som estará disponível à população", disse Roberts.

De acordo com o pesquisador, com a nova técnica de vasectomia, mais pessoas, além dos 33 milhões de casais que utilizam a vasectomia como método anticoncepcional no mundo, poderão recorrer ao método para evitar novas gestações.

O urologista Nelson Rodrigues Netto Júnior, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), acrescentou que a nova técnica poderá ser um importante método de controle de natalidade. "Se ela vier a funcionar, será fantástica, já que ela é rápida, indolor e barata", disse o urologista.

Roberts destacou que a tecnologia de ultra-som de alta intensidade está sendo testada também para tratar problemas de fígado, rins e coração.

"Os aparelhos são diferentes, mas o princípio é o mesmo", disse Roberts. Nelson Rodrigues Netto Júnior lembrou ainda que o uso da tecnologia também está sendo estudado para o câncer.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: