Publicidade

Notícias de saúde

Residência médica gera sentimento de luto em alunos

20 de abril de 2011 (Bibliomed). Os alunos de medicina idealizam o contato com o paciente desde o primeiro período da faculdade, porém, quando ele acontece, muitos podem desenvolver sintomas depressivos. Segundo o médico Luciano Souza, que desenvolveu um estudo com 223 estudantes de medicina da Universidade Federal do Paraná, o contato com o paciente é muito aguardado e idealizado pelo estudante. “Contudo, devido às dificuldades e limitações pela qual o aluno passa neste contato, acaba ocorrendo uma perda da idealização de ser médico”, diz.

Para Souza, a perda da idealização é o principal fator que atrapalha a qualidade de vida e a sociabilidade do aluno. A ‘desidealização’ vem acompanhada pelo sentimento de luto, a mesma manifestação psicológica relacionada às perdas em geral. “É importante frisar que o que mais foi detectado pelo estudo foi luto e não um quadro clínico de depressão”, ressalta o pesquisador. Entretanto, o médico explica que esse quadro pode contribuir para que o estudante se feche para relacionamentos.

Entre os alunos estudados, aqueles que estavam no terceiro ano foram os que apresentaram mais sintomas depressivos, como perda de energia, humor deprimido, dificuldade de concentração, entre outros. Segundo Souza, a fase transitória do cursinho para a faculdade pode desencadear estresse nos estudantes, já que a mudança no método de ensino é grande. O médico afirma que é necessário descobrir em qual momento do curso o jovem passa por essa fase para que receba tratamento adequado.

Fonte: Agência USP, 15 de abril de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: