Publicidade

Notícias de saúde

Hábitos alimentares de crianças são influenciados pelos pais

08 de abril de 2011 (Bibliomed). Pesquisa realizada na Faculdade de Saúde Pública (FSP) da Universidade de São Paulo (USP) analisou os hábitos alimentares de 400 crianças com idade entre quatro e seis anos. Essas gostam de alimentos que fazem parte de sua rotina e da de seus pais. Se os pais têm uma alimentação ruim, provavelmente o filho também terá. Participaram da pesquisa 190 pais, que foram avaliados quanto a sua escolaridade e estado nutricional, e foi aplicado um questionário sobre atitudes e práticas alimentares frente à alimentação da criança.

A prevalência de excesso de peso e obesidade entre as crianças estudadas foi de 31,9% (22,2% e 9,7%, respectivamente) e acompanha a tendência do aumento de ganho de peso da população infantil brasileira. Segundo dados da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) 2008-2009, realizada pelo IBGE e Ministério da Saúde, o excesso de peso entre crianças de 5 a 9 anos era de 33,5%, sendo que eram consideradas obesas 16, 6% das crianças de sexo masculino e 11,8% do sexo feminino.

Os meninos estão mais gordos do que as meninas. A pesquisa mostrou que a taxa de sobrepeso entre crianças do sexo masculino é de 34,6%, sendo que 9,5% estão obesos, e entre as meninas esse número cai para 29,2%, sendo 9,8% obesas. A nutricionista Isa Maria de Gouveia Jorge, responsável pelo estudo, diz que apenas 20% dos pais percebem o excesso de peso dos filhos, fato que pode ser dificultado por fatores culturais.

Segundo a pesquisadora esse é o fator de maior peso na probabilidade de as crianças apresentarem excesso de peso. O segundo fator foi o excesso de peso dos pais, que também foi alto, 43,2%. Esse dado mostra que filhos de pais com excesso de peso tendem a ser mais gordos.

Quanto à aceitação de alimentos observou-se que, independentemente do estado nutricional, sexo e idade, as crianças têm preferência por alimentos de alta densidade energética, ricos em gordura e/ou açúcares. Dos dez alimentos mais aceitos pelas crianças, apenas três são saudáveis: frango, iogurte e melancia. Os itens mais bem aceitos foram pizza, batata-frita e chocolate. Entre os menos aceitos pelas crianças destacam-se as hortaliças incluindo entre elas o chuchu, sopa de legumes e purê de batatas.

Fonte: Agência USP, 06 de abril de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: