Publicidade

Notícias de saúde

Dar alimentos para crianças menores de quatro meses aumenta risco de obesidade infantil

10 de fevereiro de 2011 (Bibliomed). A introdução de alimentos sólidos no cardápio de bebês pode levar à obesidade infantil. É o que aponta estudo realizado no Children's Hospital Boston, nos Estados Unidos. "As práticas alimentares dos pais durante a primeira infância, tais como a hora em que se introduz de alimentos sólidos, pode ser um fator determinante para obesidade infantil", diz Susanna Y. Huh, da Divisão de Gastroenterologia e Nutrição do Hospital.

Segundo dados da pesquisa, a introdução de alimentos sólidos na dieta de crianças menores de quatro meses de idade acarreta no aumento de gordura corporal e maior ganho de peso durante a infância. O estudo foi realizado com 847 crianças, divididas por faixa etária de introdução de alimentos sólidos, sendo menores de quatro meses, crianças que receberam esses alimentos entre quatro e cinco meses e aquelas que os receberam com seis meses ou mais. Foram separadas também as crianças que foram amamentadas por pelo menos quatro meses, as que a amamentação cessou com menos de quatro meses, e as que nunca haviam mamado no peito.

Entre as crianças que nunca foram amamentadas ou aqueles que interromperam o aleitamento antes da idade de quatro meses, a introdução de sólidos foi associada a um aumento de seis vezes nas chances de obesidade na idade de três anos. Com essa idade, 9% das crianças apresentavam-se obesas.
"Entre as crianças amamentadas por quatro meses ou mais, o calendário de introdução de alimentos sólidos não foi associado com as probabilidades de obesidade", diz Susana Huh. “O aumento da adesão às diretrizes relativas ao calendário de introdução de alimentos sólidos pode reduzir o risco de obesidade na infância”, completa a autora.

Fonte: Pediatrics, 07 de fevereiro de 2011

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: