Publicidade

Notícias de saúde

Brasil Participa de Campanha Mundial do Coração

SÃO PAULO (Reuters) - O Dia Mundial do Coração será comemorado no Brasil, em 24 de setembro, com eventos em todo o país. O objetivo da campanha é alertar a população sobre a gravidade das doenças cardíacas, que matam 15 milhões de pessoas no mundo por ano, segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A data inaugura no Brasil a 21a Semana do Coração, coordenada pelo Fundo de Aperfeiçoamento e Pesquisa em Cardiologia (Funcor), órgão da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), que será realizada entre 24 e 27 de setembro.

O tema do Dia Mundial do Coração, e também da semana brasileira, deste ano é "Eu amo meu coração, deixe-o bater" e destaca a importância da atividade física na prevenção de doenças cardiovasculares.

No dia 24 de setembro, segundo a (SBC), todas as capitais do país e algumas cidades do interior realizarão atividades de atendimento, educação e lazer, como medições de pressão arterial gratuitas, distribuição de folhetos e caminhadas.

"Queremos alertar a população sobre a importância e a gravidade das doenças cardiovasculares, prevenindo sua incidência e promovendo o bem-estar", disse Ari Timerman, presidente do Funcor.

"Como o sedentarismo é um dos fatores de risco de doenças cardiovasculares, pretendemos combatê-lo com o incentivo à prática de exercícios, o que promove uma melhora das condições cardiovasculares e da parte psicológica também", avaliou Timerman.

O Dia Mundial do Coração também será lembrado em Sydney, durante as Olimpíadas. Em Barcelona, na Espanha, a cantora lírica Monserrat Cabalé e a rainha Sofia, da Espanha, patronesse da Campanha de Controle dos Fatores de Risco nos Países em Desenvolvimento, abrirão oficialmente o evento mundial.

Durante a Semana do Coração, 302 postos multidisciplinares realizarão atividades de educação e atendimento em todo o país. "Este ano, esperamos que cerca de 100.000 pessoas visitem os postos da Semana em todo o país", afirmou Timerman.

As doenças do coração continuam liderando as estatísticas de morte no Brasil e no mundo. A SBC calcula que, no Brasil, uma pessoa morre do coração a cada 2 minutos, ou seja, 300.000 ao ano.

"Muitas das vidas poderiam ser salvas como uma solução simples e muito barata: mudanças no estilo de vida", explicou Timerman. Estas mudanças incluem o controle do peso, a redução da ingestão de bebidas alcóolicas e do consumo de sal, parar de fumar e a prática de atividades físicas.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: