Publicidade

Notícias de saúde

Diabéticos Precisam Melhorar Higiene Bucal, Afirma Estudo

NOVA YORK (Reuters Health) - Os diabéticos são mais propensos a desenvolver problemas nos dentes e doenças nas gengivas e, mesmo assim, poucos pacientes estão alerta para os riscos, conforme os resultados de uma recente pesquisa.

Muitos pacientes com diabete tipo 1, dependentes de insulina, não seguem as recomendações para prevenir complicações dentárias -- perda de dentes, gengivite e infecções -, relataram os pesquisadores na edição de setembro da revista da Associação Dental Americana.

"Os pacientes com diabete parecem não ter informação suficiente sobre as complicações de saúde geradas pela doença", conforme a equipe de Paul A. Moore, da Escola de Medicina Dental da Universidade de Pittsburgh, Pensilvânia.

"Os resultados da pesquisa não indicaram melhoras no comportamento preventivo entre diabéticos", em comparação aos não diabéticos, acrescentam os pesquisadores.

De acordo com os autores, a doença da gengiva e a perda de dentes também comprometem a manutenção de uma dieta saudável e a estabilidade do açúcar no sangue, fundamental no tratamento de diabéticos.

Os pesquisadores perguntaram a 390 adultos com diabete tipo 1 sobre suas atitudes e práticas de saúde oral e compararam as respostas com as de 202 pessoas sem a doença. Aproximadamente 45 por cento dos pacientes com diabete desenvolveram complicações médicas sérias.

As taxas de fumo e os hábitos de higiene bucal registrados, como escovar os dentes e usar fio dental, foram semelhantes entre pessoas com ou sem diabete. Os diabéticos citaram mais frequentemente os custos como uma razão para evitar exames odontológicos regulares.

Enquanto a maioria dos diabéticos acreditava que seus dentistas tinham conhecimento sobre o distúrbio, poucos sabiam que a doença afetava a saúde oral ou que deveriam ter assistência odontológica regular.

"Os dentistas têm oportunidade e responsabilidade de promover bons hábitos de saúde oral, como exames odontológicos regulares, higiene oral apropriada e orientação para abandonar o fumo, que podem afetar significativamente a saúde bucal dos diabéticos", concluíram Moore e seus colegas.

As pessoas com diabete juvenil ou diabete tipo 1 são normalmente diagnosticadas antes dos 21 anos de idade. Esses pacientes não produzem insulina suficiente, hormônio que regula o metabolismo da glicose (açúcar).

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: