Publicidade

Notícias de saúde

Perda de peso em indivíduos obesos não altera o TSH

26 de julho de 2010 (Bibliomed). Pesquisas anteriormente realizadas acerca da função tireoidiana em pacientes obesos possuem resultados divergentes. Um estudo publicado na revista Obesity em abril de 2010 investigou o comportamento do TSH, T3 Livre (fT3) e T4 livre (fT4) em pacientes obesos com função tireoidiana normal antes e após a perda de peso duradoura e significativa, obtida através de banda gástrica laparoscópica (LAGB), em comparação com indivíduos não obesos.

Na pesquisa, o TSH, T3 Livre, T4 livre e relação fT3/fT4 (um índice de atividade de D1 e D2 deiodinase), foram avaliados em 99 indivíduos saudáveis e em 258 indivíduos obesos, na linha de base e 6 meses, 1 ano e 2 anos após LAGB, juntamente com avaliação do metabolismo glicêmico (glicose, insulina, índice de resistência à insulina) e metabolismo de lipídios (triglicerídeos, colesterol total e lipoproteína de alta densidade-HDL), e as medidas antropométricas (IMC e circunferência da cintura).

Sob condições basais, TSH, T3 Livre e T4 livre foram normais, mas maiores em obesos do que em indivíduos não obesos, a relação fT3/fT4 foi normal. Com a perda de peso, a proporção fT3/fT4 diminuiu em indivíduos obesos, enquanto que o fT4 aumentou e o TSH manteve-se estável, todos os valores dentro da normalidade. A albumina e os níveis de colesterol mantiveram-se estáveis, enquanto que os triglicerídeos, insulina e o índice de resistência à insulina diminuíram, a lipoproteína de alta densidade-colesterol aumentou.

Essas mudanças, no entanto, não modificam TSH, o que levou os autores a supor que as alterações são decorrentes de uma diminuição da atividade de D1 e D2 deiodinase.

Fonte: Obesity, Volume 18, Number 4, 2010, Pages 854-857.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: