Publicidade

Notícias de saúde

Dia Mundial sem Tabaco - Cigarro mata uma pessoa a cada 6 segundos, alerta OMS

31 de maio de 2010 (Bibliomed).  Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que uma pessoa morre a cada seis segundos de doenças associadas ao tabagismo. E não são apenas os fumantes que sofrem as consequências de seu vício - o cigarro prejudica muito a quem não fuma. Os fumantes passivos também estão propícios a terem doenças associadas ao cigarro, incluindo câncer de pulmão - que tem alta letalidade, e 90% dos casos são associados ao tabagismo.

As estatísticas mostram que o câncer de pulmão mata 85% dos pacientes, e apenas 15% dos casos podem ser diagnosticados precocemente. Além disso, de 25% a 46% das mulheres e de 13% a 37% dos homens que morrem de câncer de pulmão não fumam, tendo adquirido a doença com a convivência com fumantes.

De acordo com o médico oncologista Alexandre Chiari, além do câncer de pulmão, outras doenças são causadas pelo cigarro, como os cânceres de colo uterino, de laringe, de boca, de pâncreas, bexiga, esôfago, estômago e rim. “O tabaco também pode ser associado ao infarto e às doenças vasculares, como o derrame cerebral”, ressalta o especialista. As pesquisas demonstram também que o fumo é a causa principal de bronquites crônicas e enfisemas pulmonares. Como se não bastasse, em mulheres grávidas, o cigarro pode levar a partos prematuros e ao nascimento de crianças com baixo peso.

Efeitos do cigarro

Durante o consumo do cigarro, a pessoa introduz no organismo mais de 4.700 substâncias tóxicas, incluindo nicotina (responsável pela dependência química), monóxido de carbono (o mesmo gás venenoso que sai do escapamento de automóveis) e alcatrão, que é constituído por aproximadamente 48 substâncias pré-cancerígenas, como agrotóxicos e substâncias radioativas (que causam câncer).

A fumaça do tabaco, durante a tragada, é inalada para os pulmões, distribuindo-se para o sistema circulatório e chega rapidamente ao cérebro - entre sete e nove segundos. Além disso, o fluxo sanguíneo capilar pulmonar é rápido, e todo o volume de sangue do corpo percorre os pulmões em um minuto. Dessa forma, as substâncias inaladas pelos pulmões espalham-se pelo organismo com uma velocidade quase igual à de substâncias introduzidas por uma injeção intravenosa.

Fonte: Link Comunicação Empresarial. 26 de maio de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: