Publicidade

Notícias de saúde

Jovens estão cada vez mais viciados em celulares e internet, diz pesquisa

26 de abril de 2010 (Bibliomed). Um estudo da Universidade de Maryland, nos EUA, indica que os estudantes universitários americanos estão viciados em telefones celulares, mídias sociais e internet, e mostram sintomas similares aos do vício em drogas e álcool. Avaliando 200 estudantes que tiveram de ficar um dia inteiro longe dessas mídias, os pesquisadores notaram que muitos desses jovens apresentavam, após 24 horas, sinais de abstinência, fissura e ansiedade, além de incapacidade de "funcionar bem" sem essas mídias e as relações sociais associadas.

Segundo a pesquisadora Susan Moeller, poucos estudantes acompanham notícias no jornal ou na TV, e muitos relataram que odeiam perder sua conexão com as mídias eletrônicas de interação, equiparando este fato a estar sem amigos e família. "Claramente sou um viciado e a dependência é revoltante", escreveu um dos voluntários. "Mandar mensagens e fotos para os amigos me dá um constante sentimento de conforto. Quando não tenho esses dois luxos, me sinto muito sozinho e isolado na minha vida", declarou outro estudante.

A Associação Americana de Psiquiatria não reconhece o vício em internet como uma doença. Entretanto isso parece ser um mal da vida moderna, com relatos impressionantes do vício, como o de um casal na Coreia do Sul que deixou a filha de três meses morrer por desnutrição enquanto passavam 12 horas por dia cuidando de uma criança virtual na internet. E um exemplo da grande preocupação com o problema nos Estados Unidos é a crescente inauguração de clínicas especializadas no tratamento do uso excessivo de internet, vídeo games e mensagens de texto.

Fonte: UM Newsdesk. 21 de abril de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: