Publicidade

Notícias de saúde

Uso de anabolizantes pode modificar a voz de cantores, alertam especialistas

22 de abril de 2010 (Bibliomed). Os cantores que reclamam de mudança significativa da voz, como a perda dos agudos e cansaço para cantar, entre outras queixas, podem estar sendo vítimas do efeito de anabolizantes - usados, frequentemente, para aumento da massa muscular . Segundo especialistas, na maioria das vezes, existe uma desinformação em relação a alguns produtos utilizados por esses profissionais: alguns acham que estão consumindo simples energéticos, e aqueles que sabem que estão ingerindo anabolizantes desconhecem seus efeitos colaterais, incluindo os que afetam a voz, chegando a prejudicar sua carreira.

A influência dos esteroides anabolizantes sobre a vocalização acaba de ser comprovada em uma pesquisa com ratos realizada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. “Como as pregas são músculos, o esteroide age sobre elas”, explica a professora Dra. Marta Assumpção de Andrada e Silva, uma das autoras do estudo. A pesquisadora explica que trabalhou com ratos, pelo fato de ser possível gravar a vocalização dos roedores antes e depois de tomarem o anabolizante. “Isso não é factível com seres humanos, uma vez que, quando os cantores nos procuram, a voz já está alterada, já que há meses estão tomando o anabolizante; não conseguimos fazer o antes e depois”, esclarece a fonoaudióloga.

Na pesquisa, foi possível mensurar não apenas a mudança da “voz” dos ratos, como constatar alterações em suas pregas vocais e em seu comportamento, que se tornou muito agressivo com o uso de anabolizantes. “Eles passaram a morder a mão dos pesquisadores”, explica a especialista. E esses resultados, segundo os autores, podem ser extensivos aos seres humanos.

Para a pesquisadora, o problema maior ocorre com os cantores que usam anabolizante para ficarem musculosos, e passam a ter voz mais grave. “Eles podem se tornar estéreis, sofrem atrofia dos órgãos genitais e, eventualmente, problemas no fígado” conta. “O pior é que, ao sustarem o anabolizante, seu músculo tiroaritenoideo - isto é, as pregas vocais - tendem a se atrofiar e a voz não volta exatamente ao que era. Os músculos do corpo inteiro também murcham e o cantor deixa de ter aquele aspecto “saradão”, que valorizava tanto”, acrescenta.

De acordo com a especialista, a boa notícia é que, uma vez que o cantor pare de tomar o esteroide, os efeitos negativos regridem, pelo menos em parte, e sintomas como tremor da mão e do queixo também diminuem sensivelmente. “O problema é que, muitas vezes, o cantor não sabe exatamente o que toma e há casos em que até anabolizante de uso veterinário, como os utilizados para cavalos, são ingeridos".

Outros problemas que afetam a voz de cantores atendidos no ambulatório de fonoaudiologia da Faculdade, de acordo com os especialistas, ocorrem em decorrência de má alimentação, causando refluxo gástrico, e da falta de treino ou apoio respiratório, que pode levar ao uso de muita força para projetar a voz.

Fonte: Doc Press. Press release. 16 de abril de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: