Publicidade

Notícias de saúde

Obesidade e depressão são "via de mão dupla", alertam especialistas

05 de março de 2010 (Bibliomed). Pessoas que são obesas são mais propensas a terem depressão, e as depressivas têm mais chances de ficarem obesas, segundo especialistas do Centro Médico da Universidade de Leiden, na Holanda. "Há uma associação recíproca entre depressão e obesidade", destaca a pesquisadora Floriana S. Luppino.

Em revisão de 15 estudos publicados, incluindo mais de 58 mil pessoas, os pesquisadores descobriram que a obesidade - índice de massa corporal (IMC) de 30 ou mais - aumenta em 55% os riscos de depressão em pessoas inicialmente não-depressivas, e a depressão aumenta em 58% os riscos de pessoas com peso normal se tornarem obesas. Os resultados indicaram que aproximadamente um em quatro casos de obesidade está associado com algum distúrbio de humor ou ansiedade. E o fato de estar um pouco acima do peso (sobrepeso) também aumentaria a propensão à depressão.

Publicados na edição de março da revista científica Archives of General Psychiatry, os resultados sugerem, ainda, que essa relação é mais forte entre os americanos do que entre os europeus. De acordo com os pesquisadores, uma "associação de dose-resposta - ou seja, quanto maior o IMC, mais as pessoas ficam deprimidas - pode explicar a relação". Assim, como o peso médio dos americanos é maior do que dos europeus, a relação obesidade-depressão seria mais forte nos Estados Unidos.

Baseados nos resultados, os especialistas ressaltam que o efeito do estresse psicológico não deve ser negligenciado. "Sobrepeso e obesidade podem levar a uma baixa autoestima e insatisfação com o corpo, especialmente em países ocidentais, onde a magreza é, frequentemente, considerada um ideal de beleza", explicou Floriana Luppino. "Ambos, baixa autoestima e insatisfação com o corpo, são conhecidos por aumentar o risco de depressão", acrescentou.

Por isso, os pesquisadores incentivam o trabalho conjunto de médicos de diversas especialidades e outros profissionais de saúde para abordar problemas que possuem "afinidades", como a obesidade e a depressão. "Porque ambas carregam implicações importantes para a saúde, é muito importante tentar prevenir e tratar ambas", concluíram os especialistas.

Fonte: Archives of General Psychiatry. Março de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: