Publicidade

Notícias de saúde

Remédio Para Pressão Pode Reduzir Risco de Demência em Idoso

Por Chris Cunningham

NOVA YORK (Reuters Health) - Drogas que diminuem o risco de doenças nas artérias -- como as que baixam a pressão sanguínea e os níveis de colesterol, previnem os perigosos coágulos sanguíneos e tratam da diabete -, também ajudam a reduzir o risco de demência em idosos, informou um estudo publicado na edição de setembro da publicação da Sociedade Americana de Geriatria.

Ao diminuir o risco de doenças arteriais, esses medicamentos ajudam a manter o fluxo sanguíneo para o cérebro. Conforme o estudo, a manutenção do fluxo sanguíneo cerebral parece cortar o risco de prejuízo intelectual na velhice, incluindo a doença de Alzheimer.

"Existe uma evidência crescente de que a doença cerebrovascular contribui para o desenvolvimento, a progressão e o aparecimento da doença de Alzheimer", disse à Reuters Health, Hugh C. Hendrie, da Escola de Medicina da Universidade de Indiana.

Em amostras aleatórias de 2.212 afro-americanos com 65 anos de idade ou mais, a equipe de Hendrie verificou que uma gama enorme de drogas que baixam a pressão sanguínea e o colesterol, regulam a diabete e afinam o sangue reduziram o risco de prejuízo mental em mais de 25 por cento.

"O fator de risco vascular controlado por remédios, quando examinado junto (remédios anti-hipertensão, antidiabéticos, anti-hiperlipidêmicos e antitrombóticos), foi associado a uma redução significativa do risco de prejuízo cognitivo, após descartar fatores como idade, educação e derrame", informou a equipe.

De acordo com Hendries, quando os pesquisadores observaram cada droga separadamente, verificaram que os anti-hipertensivos, medicamentos que controlam a pressão sanguínea, mostraram maior habilidade para proteger atributos mentais, como a memória, o raciocínio e o julgamento.

Para verificar se havia sinais de demência, os pesquisadores perguntaram aos participantes se eles sabiam data e local onde estavam. Também perguntaram aos familiares sobre a habilidade funcional dos participantes e depois executaram uma extensa avaliação clínica nas casas dos pacientes.

Embora existam evidências que mostram a necessidade de um tratamento agressivo para hipertensão na meia-idade, Hendrie explica que tratar o idoso tem sido mais polêmico, já que a pressão sanguínea nessa faixa etária tende a ser instável.

Segundo o pesquisador, baixar muito a pressão sanguínea também pode ser perigoso ao criar uma condição conhecida como hipotensão, que provoca sintomas como tontura e desmaio.

As exceções observadas pelos pesquisadores foram certas drogas para pressão sanguínea que são "ativadoras centrais" ou aquelas que atuam no sistema nervoso central. Eles verificaram riscos dobrados para o enfraquecimento mental e, possivelmente, até o aumento na deterioração mental.

Na doença cerebrovascular, uma das causas primárias para o processo de enfraquecimento mental em idosos, o distúrbio arterial interfere no suprimento sanguíneo para o cérebro.

Pressão sanguínea elevada, diabete e colesterol alto são fatores de risco para doença cerebrovascular. Segundo Hendrie, os afro-americanos mais velhos têm maior possibilidade de desenvolver doença cerebrovascular e, consequentemente, alto risco de demência.

"Se o cérebro apresenta doença vascular, assim como a doença de Alzheimer, as funções cognitivas vão piorar. Estamos procurando prevenir os fatores de risco", disse Hendrie.

Os autores admitiram que o estudo não mostra se os efeitos na função mental eram resultado direto dos medicamentos ou de outros fatores.

"Por exemplo, pessoas mais velhas que visitam os médicos e tomam remédios podem também aderir a uma dieta mais saudável. É possível que indivíduos com prejuízo cognitivo ou demência subutilizem serviços médicos", disse Hendrie.

A equipe de pesquisa planeja realizar mais estudos para examinar os efeitos dessas drogas a longo prazo.

Sinopse preparada por Reuters Health

Copyright © 2000 Reuters Limited. All rights reserved. Republication or redistribution of Reuters Limited content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters Limited. Reuters Limited shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: