Publicidade

Notícias de saúde

Exposição prolongada ao sol pode causar catarata, alertam especialistas

19 de janeiro de 2010 (Bibliomed). O contato prolongado com os raios ultravioleta do sol pode causar sérios danos à visão, entre eles, a catarata, segundo especialistas. De acordo com o oftalmologista Daniel Moon Lee, do Instituto de Olhos e Microcirurgia de Brasília, a radiação ultravioleta ocasiona alterações oxidativas nas células epiteliais do cristalino, a lente natural do olho.

As reviravoltas climáticas, com ondas de calor excessivo em algumas regiões do planeta, colocam a saúde em risco ainda maior. Recentemente, pesquisadores anunciaram que a Bolívia já apresenta índices de radiação UV superiores ao que é considerado seguro, ou seja, nível máximo 16. O país andino registra níveis entre 17 e 18 – mais uma razão para os brasileiros redobrarem os cuidados.

Em relação à prevenção, a orientação é usar óculos escuros com capacidade de filtrar os raios UVA e UVB. O uso de óculos de má qualidade pode ser mais danoso que a não utilização, pois, pelo fato de terem lentes escuras, provocam a dilatação das pupilas, enganando os olhos e permitindo maior entrada de radiação.

O médico explica, ainda, que é imprescindível procurar um oftalmologista diante de qualquer alteração ocular, e jamais optar pela automedicação, sob risco de mascarar um quadro complexo e adiar a detecção e o tratamento de doenças que colocam em risco a visão e a qualidade de vida. No caso da catarata, reduzir a exposição aos raios UV é medida preventiva. “Para pessoas que já desenvolveram a doença, vale destacar que ela tem tratamento, sempre cirúrgico, com possibilidade de restabelecimento total da visão”, conclui.

Fonte: AthenaPress. Press release recebido em 18 de janeiro de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: