Publicidade

Notícias de saúde

Pesquisa traz esperança no uso de células-tronco para tratamento de pulmões em prematuros

30 de novembro de 2009 (Bibliomed). Um estudo publicado recentemente no American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine traz esperanças para as crianças que nascem com problemas pulmonares. Uma equipe internacional de cientistas demonstrou, pela primeira vez, que as células-tronco podem proteger e reparar o pulmão de ratos recém-nascidos.

"A coisa realmente excitante que descobrimos foi que as células-tronco são como pequenas fábricas, bombeando fatores de cura", disse o pesquisador Bernard Thébaud, da Universidade de Alberta, no Canadá. "Esse líquido de cura parece aumentar a potência das células saudáveis do pulmão e ajudá-las a reparar os pulmões", completou o especialista.

No estudo, os pesquisadores simularam a prematuridade em ratos recém-nascidos, e injetaram células-tronco derivadas da medula óssea nas vias aéreas dos roedores. Duas semanas depois, os animais tratados eram capazes de correr duas vezes mais longe e tinham melhores taxas de sobrevivência do que os outros. Ao examinar os pulmões dessas cobaias tratadas, os cientistas observaram que as células-tronco haviam "reparado" os pulmões e preveniam outros danos no órgão.

Baseados nas descobertas, outros especialistas destacam que a pesquisa representa uma esperança real no uso das células-tronco para o tratamento de bebês com doenças crônicas. "Em poucos anos, eu prevejo que seremos capazes de tomar essas descobertas e começar testes clínicos com bebês prematuros", disse a pediatra Roberta Ballard, da Universidade da Califórnia.

Fonte: Alberta Heritage Foundation for Medical Research. Press release. 27 de novembro de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: