Publicidade

Notícias de saúde

Estudo sugere que insuficiência cardíaca pode ter mecanismo similar ao Alzheimer

18 de novembro de 2009 (Bibliomed). Um estudo apresentado esta semana no Congresso 2009 da Associação Americana do Coração apresenta evidências de uma ligação entre a doença de Alzheimer e a insuficiência cardíaca crônica – duas das principais causas de morte nos Estados Unidos e na Europa. Segundo pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, nos EUA, e da Universidade de Bolonha, na Itália, a insuficiência cardíaca envolve o acúmulo anormal de uma proteína chamada desmina, causando alterações nas células do músculo cardíaco que levam à formação de "detritos" similares às placas de amiloide vistas no cérebro de pacientes com doença de Alzheimer.

As alterações na proteína ocorreriam no início da insuficiência cardíaca, e, na pesquisa, as mesmas modificações químicas para a desmina foram encontradas no músculo cardíaco em quatro pessoas diagnosticadas com insuficiência cardíaca. Essas proteínas e os detritos similares ao amiloide já haviam sido observadas em camundongos geneticamente modificados para ter insuficiência cardíaca crônica, oferecendo as primeiras evidências ligando as duas doenças crônicas.

A nova pesquisa, segundo os autores, seria a primeira a ligar mudanças estruturais na desmina às malformações observadas no coração que começa a falhar, e a sugerir que amiloides tóxicos similares à desmina poderiam se formar em resposta ao estresse colocado sobre o coração. Em alguns experimentos, os cientistas analisaram proteínas do tecido cardíaco coletadas de um grupo de cães com o coração cirurgicamente modificado para bater irregularmente, se tornar estressado e falhar, como na insuficiência cardíaca. E, comparando com amostras saudáveis, eles observaram que havia o acúmulo de detritos similares a amiloides contendo desmina nos tecidos cardíacos dos cães doentes.

"Em nossos estudos preliminares, descobrimos que a desmina muda quimicamente e estruturalmente, se transformando em espécies tóxicas", destacaram os autores, acrescentando que esse mecanismo é similar ao que acontece no cérebro de pessoas com doença de Alzheimer. "Nosso estudo nos leva a acreditar que a desmina cumpre um papel chave na insuficiência cardíaca. Agora, temos um alvo químico para futuras pesquisas e para nos ajudar a investigar o que poderia ser a causa biológica subjacente da insuficiência cardíaca e se ela é como a do Alzheimer, uma doença relacionada ao amiloide", concluíram.

Fonte: American Heart Association Scientific Sessions 2009. Press release. 16 de novembro de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: