Publicidade

Notícias de saúde

Problemas cardiovasculares são a principal causa de morte na gravidez

05 de maio de 2009 (Bibliomed). As duas principais causas de morte materna durante a gravidez estão diretamente ligadas ao coração – pré-eclâmpsia e cardiopatia –, que afetam aproximadamente 4% das gestantes, segundo a cardiologista Walkiria Samuel Ávila, do Instituto do Coração, em São Paulo.

A pré-eclâmpsia é uma complicação na gravidez caracterizada por aumento na pressão arterial materna, edema e liberação de proteínas na urina. Ela está associada a um aumento do risco de partos prematuros, hemorragias e baixo crescimento intrauterino. Segundo os especialistas, junto a outras condições cardiovasculares, esse problema é uma das principais causas de morte materna na gravidez.

De acordo com a cardiologista, “países como o Brasil, apresentam uma incidência maior de cardiopatias na gestação porque doenças que acometem mulheres jovens, como a valvopatia reumática, a doença de Chagas e a hipertensão arterial pulmonar devido à esquistossomose, não ocorrem em países desenvolvidos”.

Durante o Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, realizado no princípio deste mês, especialistas discutiram a importância do acompanhamento de um cardiologista na gravidez. “Durante a gravidez, é necessário que o médico conheça o ajuste da terapêutica, para se evitar os prejuízos ao feto sem comprometer a eficácia do tratamento materno; isso deve ser respeitado desde o início da gestação”, explica Walkíria Ávila.

Para a médica, “o sucesso da gravidez fundamenta-se no seu adequado planejamento, e o pré-natal deve ser sempre feito em conjunto pelo obstetra e o cardiologista que conheçam bem cada caso”.

Fonte: DOC Press Comunicação – SOCESP. 01 de maio de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: