Publicidade

Notícias de saúde

Estudo associa drogas antipsicóticas a ganho de peso em pessoas com Alzheimer

22 de abril de 2009 (Bibliomed). Os medicamentos antipsicóticos mais novos promovem ganho de peso e reduzem os níveis de “bom” colesterol (HDL) em pacientes com doença de Alzheimer, segundo estudo publicado na edição de abril do American Journal of Psychiatry.

Em estudo com mais de 400 pacientes idosos, os pesquisadores descobriram que as drogas olanzapina e quetiapina estariam associadas a um significativo ganho de peso, principalmente entre as mulheres. Além disso, pacientes que tomavam a primeira droga teriam aumentos na circunferência da cintura e declínios no colesterol HDL.

De acordo com os autores, quanto mais tempo as mulheres tomavam esses medicamentos, mais propensas se tornavam a experimentar considerável ganho de peso. E esse tipo de efeito colateral também tem sido observado em pacientes com esquizofrenia. Por outro lado, a droga risperidona não foi associada a mudanças metabólicas.

“Essas descobertas são especialmente problemáticas, porque os antipsicóticos são associados a maior risco de morte e eventos adversos cerebrovasculares em pacientes com demência”, escreveram os autores. “Eles são frequentemente usados para minimizar sintomas perturbadores (como psicose ou agitação), mas os pacientes devem ser monitorados mais de perto”, acrescentou o pesquisador Lon S. Schneider.

Fonte: American Journal of Psychiatry. 15 de abril de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: