Publicidade

Notícias de saúde

Solidão e isolamento pioram saúde física e mental de idosos

26 de março de 2009 (Bibliomed). Idosos que não têm família ou aqueles que se sentem sozinhos apesar de terem outros por perto tendem a ter pior saúde física e mental, segundo estudo da Universidade Cornell, nos Estados Unidos.

Avaliando cerca de três mil americanos com idades entre 57 e 85 anos, os pesquisadores descobriram que aqueles com menos conexões sociais eram menos propensos a descrever sua saúde física como boa ou excelente. E aqueles que disseram se sentir socialmente isolados – mesmo tendo amigos, família e atividades sociais – tendiam a reportar pior bem-estar físico e mental.

Segundo os pesquisadores, os resultados mostram a importância das ligações sociais para a saúde dos idosos – incluindo fatores práticos, como o fato de ter alguém para levar o idoso ao médico ou lembrá-lo de tomar os remédios. Mas também indicam que a percepção dos idosos em relação a esse apoio e sua capacidade de superar as perdas cumprem um papel importante na saúde.

“A maioria dos adultos mais velhos experimentam significativas mudanças em seus relacionamentos sociais devido a fatores como aposentadoria e luto, por exemplo”, destacou a pesquisadora Erin York Cornwell. E “dado que a percepção do relacionamento é importante para a saúde, as habilidades dos idosos de lidar com as mudanças nas relações são cruciais”.

Os especialistas destacam que a sensação de solidão e isolamento afeta a saúde de diversas formas, podendo, por exemplo, aumentar o estresse, reduzir a autoestima ou contribuir para a depressão. E todos esses fatores teriam influência na saúde física, seja afetando as escolhas do estilo de vida da pessoa, ou através de efeitos diretos, contribuindo para uma baixa imunológica.

Fonte: Journal of Health and Social Behavior. Março de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: