Publicidade

Notícias de saúde

Alimentação na adolescência é determinante para a saúde pulmonar

11 de março de 2009 (Bibliomed). A alimentação na adolescência pode afetar a função e a saúde pulmonar. Um novo estudo da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, indica que dietas pobres em frutas, vitamina C e E e ômega-3 estão associadas com pior função pulmonar em adolescentes.

A análise de mais de dois mil adolescentes americanos e canadenses indicou que o fato de comer menos de um quarto de uma porção de frutas por dia estava associado a uma função pulmonar menor do que a média e a uma maior incidência de sintomas de bronquite crônica e asma.

Além disso, os resultados mostraram que a baixa ingestão de ômega-3 – principalmente encontrado em peixes como o salmão e a sardinha – estava ligada a sintomas de bronquite, sibilância (chieira) e asma. E os fumantes com maior consumo de vitamina C teriam menos sintomas respiratórios que os fumantes com menor ingestão desse nutriente.

Embora os efeitos clínicos dessa dieta não sejam óbvios para os jovens ou seus médicos, os autores destacam que “isso (a alimentação inadequada) é motivo de preocupação, porque sugere que essas crianças não estão desenvolvendo seu potencial ideal da função pulmonar”. “Mais tarde, isso pode ter um efeito, pois uma menor função pulmonar está associada à morbidade e mortalidade mais cedo”, acrescentou a pesquisadora Jane Burns.

Especialistas acreditam que esses nutrientes reduzem a incidência de problemas respiratórios ao proteger os pulmões de danos causados por inflamação em células e tecidos. Por isso, além da recomendação para evitar o fumo – principal fator de risco para problemas respiratórios – os especialistas indicam a ingestão diária de pelo menos duas xícaras e meia de verduras e legumes e duas xícaras de frutas.

Fonte: Healthday. 06 de março de 2009.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: