Publicidade

Notícias de saúde

Mortes por câncer custam bilhões aos EUA todos os anos

02 de janeiro de 2009 (Bibliomed). Dois estudos, utilizando métodos diferentes de pesquisa, indicam que o peso econômico da mortalidade pelo câncer – contando o custo dos anos de trabalho perdidos (capital humano), e a disposição a pagar (que calcula quanto as pessoas pagariam por um ano adicional de vida) – chega a bilhões de dólares todos os anos nos Estados Unidos.

Avaliando o capital humano, pesquisadores descobriram que as mortes por câncer custaram cerca de US$115,8 bilhões em produtividade no ano 2000. E as estimativas, baseadas nas mudanças de tamanho e idade da população, é que esses gastos pulem para US$147,6 bilhões até 2020. Adicionando o valor que seria pago com cuidados de saúde e obrigações domésticas, os custos com a mortalidade mais do que dobram, passando a US$232,4 bilhões no ano 2000 e US$308 bilhões projetados para 2020.

De acordo com os pesquisadores, porém, esses números podem ser muito inferiores à realidade. Considerando a disposição a pagar, esse montante chegaria a incríveis US$960,7 bilhões em 2000, podendo chegar perto de US$1,5 trilhões no ano de 2020.

Nas duas abordagens, o câncer de pulmão sozinho representa cerca de 25% ou mais de todos os custos. E os custos de mortalidade do câncer seriam maiores do que o peso econômico de outras doenças, como o diabetes e influenza.

“De uma perspectiva de perda de produtividade, investimentos em programas que reduzam a mortalidade por câncer de pulmão, de mama, leucemia e câncer pancreático são suscetíveis a produzir a maior redução anual nos custos em produtividade na sociedade americana”, destacaram pesquisadores da Virginia Commonwealth University.

Fonte: Journal of the National Cancer Institute, 09 de dezembro de 2008.

Copyright © 2009 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: