Publicidade

Notícias de saúde

Estudo associa problemas na tireóide à disfunção erétil

23 de setembro de 2008 (Bibliomed). Um estudo publicado no “Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism” sugere uma ligação entre disfunção erétil e problemas na tireóide – se você está sofrendo de impotência sexual, a razão pode ser um problema não-diagnosticado na tireóide; e, se você sofre de hipotireoidismo (deficiência de produção de hormônios da tireóide) ou hipertireoidismo (excesso de funcionamento da tireóide), tem maior risco de desenvolver disfunção erétil.

A boa notícia é que, com o tratamento dos problemas da glândula, a disfunção erétil pode ser revertida. Porém, se os sintomas persistirem após seis meses de tratamento do problema na tireóide, os tratamentos específicos para a impotência devem ser realizados.

Avaliando 27 homens com hipertireoidismo, 44 com hipotireoidismo, e 71 homens saudáveis, os pesquisadores descobriram que 79% dos homens com disfunção na tireóide tinham algum grau de disfunção erétil – 85% daqueles com hipotireoidismo e 71% daqueles com hipertireoidismo – contra apenas 25% das pessoas sem essas condições.

Além disso, os especialistas observaram disfunção erétil severa em 38% daqueles com funcionamento insuficiente da tireóide, e em 29,6% daqueles com funcionamento em excesso da glândula.

Com o tratamento para restaurar a atividade normal da glândula, apenas 30% dos pacientes continuaram com disfunção erétil, uma taxa muito próxima da observada entre as pessoas que não tinham problemas da tireóide.

Fonte: Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism. Maio de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: