Publicidade

Notícias de saúde

Mudanças na dieta podem aumentar chances de gravidez depois dos 40?

31 de julho de 2008 (Bibliomed). Mudanças drásticas na alimentação poderiam aumentar as chances das mulheres terem filhos aos 40 e até aos 50 anos de idade, segundo um novo livro da nutricionista britânica Sarah Dobbyn. Alterações na dieta, como parar de consumir bebidas alcoólicas e açúcar, além de comer mais alimentos orgânicos, poderiam ajudar a aumentar as chances de ter um bebê.

De acordo com autora de "The Fertility Diet", a influência da alimentação na fertilidade tem sido subestimada em uma idade em que, muitas vezes, a única alternativa seria uma técnica de reprodução assistida.

"Grandes quantidades de dinheiro estão sendo usados em técnicas de concepção assistida por casais esperançosos que não sabem que bebidas alcoólicas e cafeinadas são contraceptivos líquidos, que adoçantes podem prevenir a ovulação e que alimentos aparentemente inocentes, como ervilhas e soja inibem a fertilidade", disse a nutricionista.

Há, porém muitas críticas de especialistas em relação aos conselhos dados pelo livro. O especialista em fertilidade Bill Ledger, da Universidade de Sheffield, no Reino Unido, por exemplo, destacou que o estilo de vida não tem tanto efeito na fertilidade, e que o livro pode criar medos desnecessários em mulheres saudáveis.

"Dieta da Fertilidade"

Para aqueles que estão tentando engravidar, o "guia" sugere cortar o cigarro, adoçantes artificiais, álcool, cafeína e soja no primeiro mês, além de evitar ervilhas e ruibarbo, que são relacionados, por alguns estudos, à infertilidade. No segundo mês, os casais devem parar de comer carne e cortar açúcar e derivados do leite. E, no terceiro, o consumo de ovos e sucos de frutas deveria ser reduzido.

Porém a "dieta da fertilidade" não é apenas restritiva, permitindo quantidades ilimitadas de feijões, legumes, ervas orgânicas, especiarias e nozes, além de recomendar o consumo de frutas e verduras cruas sempre que possível.

A especialista também recomenda outras mudanças no estilo de vida, como o emagrecimento para aquelas com excesso de peso, manter o estresse em nível mínimo e tentar ter uma boa noite de sono.

Apesar de algumas mudanças serem associadas a um estilo de vida mais saudável, especialistas em reprodução assistida contestam principalmente a eficácia das dietas livres de carnes e derivados do leite para o aumento da fertilidade.

Fonte: Mail Online. 28 de julho de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: