Publicidade

Notícias de saúde

Gordura abdominal é rica em células tronco, indica estudo

28 de julho de 2008 (Bibliomed). A gordura removida do abdômen e da parte interna da coxa através de lipoaspiração pode ser uma boa fonte de células tronco, apresentando maiores concentrações do que em outras partes do corpo, segundo estudo brasileiro publicado na revista científica oficial da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos.

Na pesquisa, 23 mulheres que foram submetidas à lipoaspiração em pelo menos quatro diferentes áreas do corpo (parte anterior do abdômen, parte superior do abdômen, parte interna do joelho, parte interna da coxa, flancos e quadril) tiveram sua gordura isolada e analisada quanto à concentração de células tronco.

E os cientistas notaram maior concentração de células tronco na coxa e na parte de baixo do abdômen. Segundo os autores, a concentração na parte baixa do abdômen era cinco vezes maior do que a da parte de cima.

"Células tronco adultas, derivadas de nossos próprios tecidos, carregam forte promessa de desenvolvimento de terapias clínicas", disse o pesquisador Peter Rubim, da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos. "O potencial de cura e de reparação de lesões e doenças através das células tronco, incluindo condições como câncer de mama e reconstrução, insuficiência cardíaca lesões na coluna diabete e doença de Parkinson são inacreditáveis", completou.

Segundo os cirurgiões plásticos responsáveis pela pesquisa, "o valor das células tronco colhidas através da gordura é o amplo e pronto estoque disponível", que poderá ser usado inclusive em cirurgias plásticas. "O fato de sermos capazes de gerar novos tecidos ou ossos que possam ser usados em muitos dos procedimentos reconstrutivos e cosméticos é fantástico", concluíram.

Fonte: EurekAlert - Public release. 23 de julho de 2008.

Copyright © 2008 Bibliomed, Inc.

Faça o seu comentário
Comentários


Publicidade

Dicionário Médico

Digite o termo desejado

buscar

Ou clique na primeira letra do termo: